Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Folha em Branco

Folha em Branco

Seg | 11.08.14

MEO Sudoeste - Música, festas e muito pó




Dia 5 lá fui eu, de malas feitas para a Zambujeira do Mar para o MEO Sudoeste... Nunca lá tinha ido e a minha primeira reacção foi: wow tanto pó... e erva por cortar... e gafanhotos... demasiados gafanhotos para o meu gosto.

A minha estadia começou com a recepção ao campista feita pela Cidade e que serviu para alegrar os que chegaram mais cedo ao recinto para umas férias longe dos pais. No dia 6 a festa já alastrou para o palco MEO com mais uma noite dedicada aos campistas. Infelizmente a noite foi marcada pela ausência de Dimitri Vegas & Like Mike. Por outro lado Martin Garrix surpreendeu-me pela sua energia e alegria.

O dia 7 já foi a 100% com os três palcos (por vezes em simultâneo). No Palco Santa Casa Jimmy P e NGA encheram o espaço reservado a este palco e a malta só se pisgou quando sairam de palco. No Palco MEO Miguel Araújo encantou quem assistiu ao seu concerto e John Newman e Ellie Goulding deixaram-me rendida. Hardwell, por outro lado, deixou-me completamente indiferente. Fiquei sem perceber porque é que anda toda a gente meio louca com o moço (ouvi o DJ Ride no Marés achei muito melhor). A noite terminou com a Swag Party na Moche Room e montes de gente aos saltos. Se perderam alguma coisa podem sempre ver o resumo da estadia da Comercial no festival.

O dia 8 trouxe ao palco principal mais artistas portugueses, entre os quais o projecto 5-30. No Palco Santa Casa ps Melech Mechaya e Time for T deixaram-me feliz e contente com as suas actuações absolutamente brutais. A noite terminou com a Gym Party.

A 9 de Agosto chegou a alegria do público feminino com a subida ao palco de Jamie Cullum. Selah Sue foi uma novidade para mim. E uma boa novidade já que adorei a moça e o concerto que deu. A noite foi uma vez mais acompanhada pela Comercial que deixou mais um dos seus vídeos resumo. Os Pandas marcaram a festa Hard On da Moche Room em que além da música para dançar, os jovens festivaleiros tinham a oportunidade de ganhar prémios (ou castigos).

O MEO Sudoeste fechou os seus palcos no dia 10, tendo sido David Guetta que levou mais pessoas ao recinto. O Palco Santa Casa acolheu Asterisco Cardinal Bomba Caveira e Maria Bradshaw. Quanto ao fecho do MSW deste ano, foi na Moche Room com a Candy Party.



Foram seis longas noites de muito trabalho com uma equipa brutal e que só parava para dormir depois do sol nascer (e alguns depois de almoçar). Três palcos e mais de 40 transmissões em directo para várias páginas de facebook. Fotografias, vídeos, entrevistas, e muitos posts no facebook acompanhados de boa música. 

Trouxe comigo boas memórias e uns bons kgs de pó na mala de viagem. De todos os palcos, aquele de que mais gostei foi sem sombra de dúvida o da Santa Casa que levou a conhecer novos artistas e bons projectos que se fazem no nosso país. 

Conheci muita gente nova, revi caras já familiares e vivi muitos momentos de palhaçada. Ao fim desta longa semana de trabalho a coisa que mais quero é mesmo a minha cama, o meu sofá e pôr o sono em ordem que isto de dormir de dia não é muito útil agora que é necessário voltar ao ritmo normal de trabalho. Estou toda dorida, extremamente cansada mas com a sensação de que foi feito um bom trabalho e que toda a correria valeu a pena.



Até breve MEO Sudoeste =)



Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.