Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Folha em Branco

Folha em Branco

Qui | 20.08.09

Burlas APAV

Na sequência de um telefonema que recebi ontem, supostamente da APAV, decidi hoje ir ao site para confirmar a história.
A história que contaram à minha mãe era a seguinte. Uma menina chamada Alice, de 6 anos tem paralisia cerebral e precisa de uma operação que só pode ser feita no estrangeiro. Pedem a morada e confirmar o número de telefone. Após ter dado estes dados podíamos dar o dinheiro ao nosso carteiro e mais tarde receberíamos um recibo para o IRS uma carta de agradecimento em nome da pequena Alice e da APAV.

Ora hoje encontrei isto na homepage do site da APAV:

Comunicado: Burlas

Nos últimos meses a APAV vem tomando conhecimento de diversas tentativas de burla através da utilização indevida e criminosa do nome da Associação por pessoas totalmente estranhas a esta.

A forma de actuação tem sido, geralmente, a seguinte: um indivíduo efectua o contacto, pessoalmente ou por telefone, identificando-se como técnico ou representante da APAV e solicitando a realização de um donativo em dinheiro, designadamente para a compra de uma cadeira de rodas, ou de uma cama articulada, ou simplesmente para auxiliar uma criança.

Face à dimensão atingida por este fenómeno, com dezenas de casos reportados à Associação e seguramente muitos mais em que cidadãos menos avisados terão efectivamente entregue dinheiro àqueles indivíduos, cumpre-nos informar e solicitar o seguinte:

1. A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima nunca realizou, nem está a realizar, qualquer campanha de recolha de donativos através de pedido directo de dinheiro aos cidadãos, pelo que qualquer solicitação nesse sentido é falsa e consubstancia a prática de um crime de burla.

2. Se alguém o/a contactar, identificando-se como elemento da APAV e lhe pedir dinheiro, NÃO DÊ.

3. Contacte de imediato as autoridades competentes (Ministério Público, Polícia de Segurança Pública, Guarda Nacional Republicana ou Polícia Judiciária) e forneça-lhes toda a informação relevante de que dispuser, designadamente data e local dos factos, tipo de pedido efectuado e elementos que possam contribuir para identificar o indivíduo.

4. Informe igualmente a APAV acerca do sucedido, através do número único 707 2000 77.

5. Colabore com a APAV na divulgação destas informações, transmitindo-as ao máximo de pessoas possível.



Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.