Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Folha em Branco

Folha em Branco

Sab | 13.06.09

Globalização, o eterno debate

Globalização…já foi? Está a ser? Ainda vai ser? Não existe? Começou em 1415? Em 1500? Em 1571? Século XXI? Sempre existiu? …
São várias as questões que alimentam o debate sobre a globalização. A primeira questão colocada é: o que é a globalização? Esta pergunta apesar de parecer fácil, após reflectirmos vê-se que afinal é um verdadeiro problema. Todos sabemos quais são as suas características, mas e definir globalização? Vamos então começar pelas características. Os avanços tecnológicos, facilidade e velocidade de comunicação, intercâmbios entre culturas, etc. hoje em dia temos a internet, os satélites, os telemóveis, … mas será que o século XXI é o século da globalização?
Então e se eu recuasse no tempo uns anitos e afirmasse que o nascimento da globalização aconteceu em 1571, quando Espanha fez de Manila um entreposto comercial ligando a Ásia e as Américas? Era uma ligação entre dois pontos afastados do globo.
Se for por este ponto de vista posso recuar mais uns 71 anos, e dizer que a descoberta de Vera Cruz (Brasil) no ano de 1500 foi o início da globalização. Nesta altura já podemos ver os grandes avanços tecnológicos da época e facilidade de comunicação. Assim caso arrumado e este foi o início da globalização.
Mas sendo assim podemos recuar até 1415, à conquista de Ceuta, o marco português que marca o início da expansão portuguesa. Ainda assim, do ponto de vista das expansões podemos recuar ainda mais até ao império Mogol. No entanto se falarmos com um historiador ou antropólogo eles podem dizer-nos, e com razão, que o início da globalização foi na pré-história quando ocorreu a primeira migração dos homo sapiens.
Afirmar isto é o mesmo que dizer que a globalização é inerente ao ser humano e por isso tecnicamente não existe e não há necessidade de o estudar, pois deste modo a história da globalização ou a história global não tem razão de ser pois é o mesmo que a história universal.
Outro problema que se coloca é qual será o epicentro da globalização? Este é outro bicho-de-sete-cabeças cujas possíveis respostas seriam algumas das zonas que mencionei acima, Portugal, África, Ásia, etc.
No fundo as respostas vão depender da pessoa a quem perguntarem. Pois cada um dará a sua resposta consoante a sua área / época de estudos.
Na minha opinião a globalização é algo que sempre existiu e que está agora no século XXI a atingir o seu pico. Quanto ao fim da globalização não vejo qual será uma vez que é muito difícil que se perca a ideia de “aldeia global” que temos hoje graças aos novos meios de comunicação e às reinvenções tecnológicas que nos chegam quase diáriamente.
Em relação ao estudo da história da globalização ou da história global, eu acho que é algo que tem a sua pertinência uma vez que vai estudar única e exclusivamente os fenómenos que levaram aos nossos dias. E sim irá tocar na história da expansão, das dinâmicas imperiais etc.
Mas não concordo com as pessoas que dizem que não vale a pena ser estudado só porque já sabemos que existe e poruqe será abordado noutros estudos. Se formos por esse ponto de vista então não estudamos muita coisa porque já sabemos que ela lá está e porque é abordada noutros estudos.
Gostava de saber as opiniões dos meus leitores e como sempre responderei aqui ou via twitter é só uma questão de estarem atentos ;)

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.