Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Folha em Branco

Folha em Branco

Qui | 29.12.11

Balanço 2011 um ano de posts

E mais um ano que está a acabar, passou depressa. 

Antes de começar a passar em revista os melhores momentos do ano apresento-vos a mini me, ou seja, a Pantapuff. Finalmente fiz uma boneca para dar a cara naqueles momentos mais awkward. Outras vão aparecer durante o ano que vem e para quê? Ora... apetece-me.

Comecei o ano logo a falar mal de escritores sendo o alvo João Piedade, de seguida veio o nascimento da pobre Lyonce Viktória, um conto para o pessoal da Fendamel e problemas religiosos.

Em fevereiro os fritanços pioraram, eu armei-me em Nossa Senhora e falei de putas. Em Março continuei a falar mal de autores, andei em excursão e voltei a falar mal de autores (ok ok era a mesma autora mas não interessa). Pregou-se a peta do costume e até se falou de role play nos dias de hoje, voltei a falar mal de um livro (e agora vejo que falei imenso desta pessoa) e armei-me em comentadora do mundo vip e falou-se do casório real.

João Paulo II tornou-se santo, admiti que sou uma preguiçosa de primeira, comprei um portátil novo, a minha mochila faleceu, o Angélico também morreu e o nick Pantapuff celebrou o sexto ano de vida com um blog.

A Google lançou a sua rede social Google + porque aquilo que nos faltava era mesmo mais uma coisa destas, a EuEdito lançou uma pequena revista em Julho e nunca mais se viu outro número, saiu nos cinemas o último filme da saga Harry Potter e a Nanozine andava a recolher mais fãs por esse universo fora.

Este ano consegui finalmente convencer os meus pais a mandar a PT à fava e as festas do povo regressaram a Campo Maior. Mostrei ao mundo o que é ser saloio e criei uma nova religião durante o curso de Verão, os smurfs da minha infância chegaram ao cinema e comecei a sentir-me velha. O mundo chorou a morte de Steve Jobs, decidi abraçar o século XXI e poupar uns trocos comprando um kindle e foi a melhor coisinha que comprei, abri o meu coração (ou não) e falei de amor e fui ai lançamento de mais um romance de José Rodrigues dos Santos. Comecei a preparar-me para o NaNoWrimo (cuidado são muitos posts aqui), a coisa descambou para o sexo e depois fui ao fórum fantástico, o meu smartphone morreu e veio outro e tivémos mais vampiros brilhantes no cinema.

Num belo dia decidi gozar com a Ana Malhoa porque ela não é mais que os outros, desarrumei a Católica, pela primeira vez embirrei com um blog, mas veio uma série verdadeiramente brutal para me distrair (American Horror Story) que acabou por trazer ao mundo a minha filha

Tomei a decisão de fazer férias por um par de semanas e o pessoal do sapo pôs o estaminé em destaque. Soube que tivémos uma 3ª Guerra Mundial e pouco depois fui visitar a loja da Pipoca Mais Doce. O mês de Dezembro é já sinónimo de Jesus suicídas e voltei a gozar com um escritor.

 

Porra que escrevi imenso este ano. A nível de visitas começámos com o costume, uma média de 500/600 por mês mas alguma coisa se passou porque em Agosto passámos as 900 e nunca mais descemos das 1000. Já este mês passámos as 2500 e continua a contar por isso tenho de perguntar: o que raio andam vocês a fumar!?

 

Aproveito para dizer que também já fiz o balanço das leituras deste ano e podem ver aqui.

 

Agora resoluções para 2012... vamos lá ver... Em primeiro lugar está acabar a tese de mestrado e arranjar uma bolsa para doutoramento caso contrário a coisa vai ser complicada de se fazer. Escrever muito e quem sabe um milagre acontecer e uma editora se sinta interessada.

A nível de desporto vou começar, finalmente, a fazer caminhadas. É verdade, vou levantar-me da cadeira, largar o trabalho por uma ou duas horas por dia e ir andar. Estou, obviamente, a excluir fins-de-semana porque esses é raro passar em casa. Mas mesmo assim vão ser caminhadas 5 dias por semana, nem que seja depois de jantar, mas eu vou.

 

Bom... já só me resta desejar-vos um feliz 2012 e que continuem a ler os devaneios que por aqui vou escrever.

 

Error running style: Style code didn't finish running in a timely fashion. Possible causes: