Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Folha em Branco

Folha em Branco

Seg | 09.12.13

Postas de pescada a correr...

Rita Antunes nasceu em Lisboa e sempre teve como amor a escrita. Em 2006 terminou o seu primeiro livro e hoje conta com pelo menos três:

 

Os meus mil amores:

A autora leva-nos pela história da vida amorosa, algo atribulada, de uma mulher. São várias as histórias que tem para contar e que satisfazem as leitoras amantes de romances.

 

Extremos:

Um livro de contos juvenis com várias histórias ligadas ao fantástico. Para quem tem pouco tempo para ler é o livro ideal.

 

Sensualidade à flor da pele:

Um livro de contos eróticos que com toda a certeza fará as delícias da malta que aderiu em massa à moda que inunda as nossas livrarias.

 

Contacto da autora: ritantunes-divagando@hotmail.com

Seg | 09.12.13

Cinema: City of Bones

Clary Fray é uma moça perfeitamente normal até que começa a desenhar o mesmo símbolo vezes e vezes sem conta. Quando a sua mãe desaparece tudo o que ela pensa ser normal é substituído por um novo estranho mundo paralelo ao seu.

Esta adaptação para cinema do livro City of Bones (o primeiro da série Mortal Instruments) está bem conseguida.

Tenho uma questão em relação ao poster: eu fui escolhida para quê? Temos assim uma pessoa que não viu o filme ou leu o resumo antes de fazer o cartaz. Outro inventou uma sinopse qualquer para o imdb:

Lamento informar o ser vivo que escreveu isto mas o sítio para onde a moça foi chama-se City of Bones... tão a ver o sub-título do filme? Ya there's a reason for that... DUH!
É um bom filme para o público alvo a que se destina (e mais crescidinhos), principalmente se não leram o livro. Não perdem detalhes importantes como costuma acontecer na maior parte dos casos e ainda podem ver a mãe da Clary a fazer bom uso da frigideira que tem em casa.
Se quiserem ver as postas de pescada sobre os livros basta visitar o Livros por Todo o Lado.
Seg | 09.12.13

Instaweek #31

 

Foi uma semana estranha e longa. Com tanta coisa a acontecer e para fazer a alergia decidiu que era boa altura para fomentar o fabrico de lenços de papel.
O frio veio para ficar mas no fim-de-semana lá tive de me aguentar à bronca e fazer umas horinhas de trabalho. A parte chata é que com a constante corrente de ar e frio apanhei uma constipação para ajudar à festa. Agora tenho até quarta-feira para curar isto tudo. Assim mas próximas 36 horas nada de me chegar a janelas ou pôr um pézinho que seja fora de casa.
A faculdade está finalmente em dia mas hoje e amanhã vão ser para leituras, pesquisas e tudo o que conseguir fazer  que este mês vai ser de algum trabalho logo terei muitas horas em que não posso estudar.
Já consegui ver um bocadinho das luzes que andam a enfeitar as ruas de Lisboa e ainda comprei as botinhas mais quentinhas do mundo *-*
Esta semana vai ser passada entre chocolates, pilhas, faculdade e claro o estaminé =)
Seg | 09.12.13

Mais promoções... #2

Regressei ao Continente este fim-de-semana, desta vez com as pilhas duracell e obviamente lá vivi os meus momentos divertidos:

 

 

Um velhinho fofinho:

- ó menina, tem frangos assados? assim daqueles que come?


senhora - a menina é das ferramentas?
 eu         - não. das pilhas.
senhora - onde estão as almofadas?

 

Uma senhora com uma criança pequenita:

eu          - pronto, uma vez que comprou um dos nossos produtos pode habilitar-se ao passatempo de Natal.

senhora - O que tenho de fazer?

eu          -  Basta enviar uma sms para este número com o número do talão da compra e uma frase com as palavras Duracell e Natal

senhora - Ouviste filha? Tens de pensar numa frase gira.

criança   - Pensar? Fica assim: O Natal devia ser Duracell para durar durar durar e assim recebia prendas todos os dias.

Qui | 05.12.13

A boa acção da semana

Ontem um senhor velhinho de ar fofinho e simpático dirigiu-se a mim com um sorriso na carinha fofinha dele. Estendeu a mão a tentar dar-me um papelinho que tinha lá escrito "Descubra o segredo da felicidade". Consegui conter-me de dar uma resposta cá das minhas porque o senhor tinha um ar mesmo querido e fofo e limitei-me a agradecer e fugir...

 

Esta foi a minha boa acção da semana

Qui | 05.12.13

Pequenos contos, grandes instrumentos (6)

Ontem a cabeça já não dava para mais e decidi pegar na secção da minha cloud que é menos indicada para crianças:

Btw: cuidado com os spoilers

 

Marked (Everly Drummond)

Goodreads

 

Marked podia ser um livro sobre vampiros que andam por aí a marcar humanas cujo sangue é extremamente apelativo... wait, afinal é mesmo.
Temos uma pobre moça que é apanhada no meio da rua e é atacada por um maluquinho e salva por outro mas apaixonam-me imesiatamente então o seu cavaleiro sem cavalo branco e com dentinhos afiados mata o mau da história e salva a pobre donzela... 

 

 

Frozen Delight (Saffron Sands)

Goodreads


Podíamos ter tanta coisa... mas moço das entregas e sacos de gelo resumem bem a obra prima...

Qui | 05.12.13

Dead(ish) (Dead(ish) #1)

Dead(ish)
série: Dead(ish) #1
Naomi Kramer

 

«Warning: Frequent foul language, mild sex scenes, and Australian spelling. Not suitable for children.»

 

Ok qualquer livro que tem isto no goodreads não pode ser coisa boa mas well... só vi agora. 
Este é um dos maravilhosos ebooks que encontrei de graça na kindle store e baixei porque a capa era fofinha. Às vezes o resultado é bom, outras vezes nem por isso.
Temos então a história de uma mulher que foi morta pelo namorado e contracta um detective para descobrir o corpo dela enquanto atormenta o seu ex-namorado. 

Sem qualquer tipo de interesse e escrita atroz esta deve ser das piores coisas que li nos últimos tempos.

Qui | 05.12.13

Cinema: Elysium

Eu demoro mas vou vendo...
Elysium tinha tudo para ser um excelente filme mas infelizmente não é nada de outro mundo.
Num futuro em que a sociedade se divide entre a elite, que vive em Elysium, e os desgraçados que ficaram no planeta terra, um homem tenta com a cidadania seja um direito de todos.

A nível visual o filma é excelente. Elysium é um espaço onde se vive em paz com tecnologia de tal forma vançada que as doenças foram erradicadas. Por outro lado o planeta terra é quase uma favela gigante em que as pessoas morrem por falta de ajuda médica e o crime uma das poucas opções para ter uma vida melhor.

Matt Damon teve, juntamente com Alice Braga (Frey) e Sharlto Copley (Kruger) uma actuação maravilhosa, principalmente nas cenas de luta que eram capazes de deixar as pessoas de nariz colado ao ecrã. Por outro lado Jodie Foster (Delacourt) desiludiu bastante.

Acabei o filme a achar que podia ser mais, ter mais ou então uma abordagem diferente para não ficar com este nível mediocre. 

Ter | 03.12.13

O drama, o horror... a tese #19 - os artigos

E quando passa aquela fase em que não se encontra nada para subitamente encontrar tudo e mais alguma coisa? E aquele brilhante momento em que encontram um artigo cujo título é estupidamente semelhante ao tema que estão a trabalhar? Já sentiram esse momento em que o vosso coração parece parar de bater um par de segundos, o vosso corpo gela e o cérebro entra em modo de negação?
E a alegria que sentem quando percebem que afinal aquilo não é O vosso tema de dissertação?