Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Folha em Branco

Folha em Branco

Sab | 24.12.11

Other Kin - Fury

Título: Other Kin - Fury

Autora: Anya Bast

leitura grátis.

 

Fury é um conto que Anya Bast disponibilizou gratuitamente no seu site pessoal para download.A história não tem nada de especial. Centra-se uma alcateia de lobos e na escolha que os anciãos fizeram para rainha das fêmeas.Este, tal como vários trabalhos da autora, é um texto erótico de bom gosto e bem escrito.

 

Sinopse:Nikki is a cougar shifter living in a werewolf world. When she's promised as a mate to a wolf shifter named Merrick, the fur flies. This short story is a free title, offered by New York Times bestselling author, Anya Bast. Fury is part one of a two part series. Tranquility is the sequel. These titles are highly erotic and meant for those 18 years or older. 

Goodreadsdownload grátis

Qui | 22.12.11

A Mentira Sagrada

Título: A Mentira Sagrada

Autor: Luís Filipe Rocha

Porto Editora

403 páginas

ISBN: 978-972-0-04325-2

 

 

Será que Jesus foi mesmo crucificado? Terá tudo acontecido como a Bíblia descreve? A história começa com a eleição do Papa Bento XVI, um dossier misterioso que ele deve ler e vários assassinatos que levam à quebra do statu quo.Temos muitas histórias paralelas e todos os intervenientes têm as suas razões para agir de determinada forma.A escrita é fluída pelo que a leitura é bastante facilitada, no entanto os diálogos pecam pela sua infantilidade devido às constantes referências de quem diz o quê e também pelas recorrentes frases curtas. A certa altura o autor insiste em colocar na boca de homens da igreja palavras como “merda” e expressões como “Vai-te foder”. Por muito interessante que seja ver estas palavras a ser usadas num livro não creio que estas personagens o fariam em espaços que para ela são sagrados.O livro em si não tem nenhuma revelação histórica desconhecida nem nenhuma ofensa à Igreja. É um thriller intenso cheio de acção e mistério.Luís Miguel Rocha é apenas mais um autor que cedeu à tentação de usar o Vaticano, a Bíblia e as incoerências da história do Cristo para vender milhões de livros, tal como já muitos outros autores fizeram.

 

Sinopse:Será que Jesus foi mesmo crucificado?Terá tudo acontecido como a Bíblia descreve?Na noite da sua eleição para o Trono de São Pedro, o Papa Bento XVI, como todos os seus antecessores, tem de ler um documento antigo que esconde o segredo mais bem guardado da História - a Mentira Sagrada.Em Londres, um Evangelho misterioso na posse de um milionário israelita contém informações sobre esse segredo. Se cair nas mãos erradas pode revelar ao mundo uma verdade chocante.Rafael, um agente do Vaticano, é enviado para investigar o Evangelho... e descobre algo que pode abalar não só a sua fé mas também os pilares da Igreja Católica.Que segredos guardará o Papa? E que verdade esconde o misterioso Evangelho?

 

Goodreads, wook, bertrand, fnac

Seg | 19.12.11

DIE odin DIE

OH MY FUCKING GOD!!!
Quando ele disse que ia haver um terceiro livro não estava a brincar. Porquê???? Ó João, mas tu odeias o pessoal é? Tem piedade de nós e pára de escrever pá.

O primeiro é mau, o segundo é pior e este pelos vistos vai ser outro atentado tanto à literatura como à história.

 

 

O meu nome é Alexandra Rolo e acho que te devias dedicar à pesca.

Seg | 19.12.11

Morte aos vizinhos de cima

Uma vez por ano faço uma limpeza daquelas grandes em que desarrumo tudo o que existe no meu quarto. E uma vez por ano porquê? Porque é o dia em que acordo a pensar "é hoje!".

Tomei o pequeno almoço e lá fui cheia de fé. Às 10h já estava a desarrumar o primeiro bibelot. Parei apenas 1h para almoçar e depois continuei até às 16h.

E ficou lindo, bonito e arrumado. Até dá gosto de ver aquele quartinho tão organizadinho...

O dia teria corrido bem não fosse alguém de um dos andares de cima decidir sacudir tapetes a partir das 15h fazendo com que uma núvem de pó entrasse pelo quarto dentro...

Algo me diz que na reunião de condomínio de Janeiro se vão ouvir poucas e boas... É por estas e muitas outras que odeio viver num prédio com pessoas que se esquecem que estão num e não numa casa no meio de nenhures.

Sab | 17.12.11

Lançamento: Noite da Alma

Noite da Alma é da autoria de Sophia CarPerSanti e foi o livro lançado hoje, pela Chiado Editora, na livraria bar Les Enfants Terribles.A apresentação durou apenas 15 minutos e começou com 35 de atraso. A autora proferiu umas breves palavras acerca da história deste seu livro que é algo grande pois conta com 763 páginas.Será uma das minhas primeiras leituras de 2012, por isso aguardem pela crítica.Até lá deixo-vos com a sinopse:

 

“Duvido de mim mesma e de todos os meus sentidos. No entanto, a realidade que me rodeia é inegável, e sou incapaz de deixar de o sentir em todos os lugares, a todo o instante.”E se… num passo de Magia, fosse possível evocar um ser de outra dimensão capaz de realizar o mais profundo dos nossos desejos?“Se ao menos fosse assim tão fácil... pessoas como eu jamais teriam de passar pela vergonha e pela dor que tivera de passar, naquela manhã.”, pensou Mari, enquanto folheava o estranho e pesado livro de encantamentos e fórmulas mágicas.E no entanto, um portal aberto é sempre uma passagem, e ninguém pode controlar quem, ou o que poderá passar por essa porta…“E assim o meu mundo, permanentemente imóvel e suspenso no espaço e no tempo, caiu da Roda do Destino e tombou nas águas tempestuosas de mares desconhecidos.”Irremediavelmente atraída pela a Luz que a protege… e fatalmente fascinada pelas Trevas que a rodeiam, Mari luta desesperadamente por resistir ao turbilhão que a ameaça engolir a qualquer momento. Enredada na dualidade do Destino, vê-se frente a uma batalha pela sobrevivência, ao encontro do desejo mais simples e mais almejado de toda a Humanidade: ser feliz.

Sex | 16.12.11

Chocobucks

 Estou rendida ao chocolate quente do Starbucks. Depois de, a meio da semana, me aperceber que já li prateleiras inteiras de livros, fui hoje tirar as últimas fotocópias de 2011. Depois de almoço lá abanquei num sofá fofinho, à janela, do Starbucks do Rossio com meio litro de chocolate quente. Uma tarde proveitosa já que revi dois contos, escrevi um novo e fiz a respectiva capinha. Ainda li um artigo em francês e uma entrada de uma enciclopécia.

O conto novo tem o título de Evangelion e um dia destes ponho no meu outro bloguito, onde costumo pôr os textos.

Resumindo tudo bem resumidinho, dia produtivo com umas gargalhadas ao ver um senhor a dormir num sofá agarrado ao seu chapéu-de-chuva e comigo quase a adormecer no sofá fofinho também porque estava quentinho e eu super confortável.

Em breve mostro as capinhas dos contos do NaNoWriMo deste ano. Agora ainda ando a fazer revisões...

Sex | 16.12.11

Alvalade, rua dos McParvos

Quando vou para a faculdade de manhã costumo ir almoçar a um restaurante em Alvalade e passo em frente ao McDonalds. Quando estou a regressar do meu almoço vejo montes de miudos ali da escola sentados à porta dos prédios que ficam ao lado do restaurante que serve cartão com sabor num pãozinho. A princípio achava estranho agora já é normal, mas ainda assim pergunto-me porque raio gastam eles 4 ou 5 euros em comida que não vale a ponta de um corno quando têm restaurantes bons com pratos a partir dos 3,90€? 

Não têm amor ao dinheiro ou à saúde?

Por menos de 5euros hoje almocei um belo prato de almôndegas, bebi uma água e um café e eles comeram o quê? Um bocado de cartão com sabor a carne e alface acompanhado por meio litro de sumo? 

Juro que não compreendo o fascínio pela fast-food. É claro que o facto de ter andado o meu 2º ano de licenciatura todo a sandes também ajudou a que começasse a apreciar mais a comidinha decente, ao contrário do que acontecia antes.

Adoro um bom prato de sopa como a da minha mãe e pouco mais preciso para sobreviver. Para dizer a verdade desde que tenha sopa em casa pouco mais como porque além de não gostar de cozinhar (não tenho paciência para a coisa) perdi o hábito de estar à mesa a apreciar uma refeição e prefiro ir comendo ao longo do dia. Ainda assim continuo a ser muito esquisita com a comida que me dão e por isso deixei de ir a alguns restaurantes...

Bom... putos de Alvalade, vão mas é comer qualquer coisa decente e deixem lá o McDonalds, até porque qualquer sítio que nos obrigue a comer num degrau, debaixo da arcada de um prédio não merece o vosso dinheiro.

Qui | 15.12.11

O Vestido

Título: O Vestido

Autora: Milene Emídio

Milene Emídio mostra-nos em poucas páginas a história de Inês que embarca numa aventura após experimentar um vestido em especial.
Uma história que pouco nos mostra da escrita da autora mas que nos deixa curiosos para ler mais. Nestas páginas podemos ver uma grande predominância neo-pagã que me levaria a fazer várias críticas em relação à forma como é abordada. Uma vez que não quero enveredar por esse tipo de crítica, nada mais tenho a acrescentar além de que gostaria de ler mais desta autora.

Sinopse Um vestido, um espelho e uma cigana surgem repentinamente na vida de Inês abrindo-lhe a porta a uma vida que até então desconhecia.Nesta viagem sente-se atraída pelo bosque que a chama insistentemente, mas cedo percebe que o chamamento tem outra fonte bem mais obscura.Mortes e segredos acabam por enredá-la levando-a a uma inevitável conlcusão: a salvação da Herdade está apenas e só nas suas mãos.Resta-lhe descobrir como. Porém, não esperava conhecer Diogo...
Goodreads, EuEdito

Qua | 14.12.11

Momentos épicos da Rodoviária

Como sou menina fina e tenho motorista para andar para todo o lado (motorista do autocarro), por vezes, presencio momentos épicos e hoje aconteceu um. Não foi uma discussão com entre o motorista e um passageiro, porrada com os revisores, uma avaria ou um acidente (e sim já vi isto tudo e muito mais). Foi mesmo uma velhinha.

A senhora sentou-se perto do motorista e falou... falou... falou.... falou... falou mal de tudo o que ia no emprego dela e o motorista... atirava aqueles genéricos "mhm" ou "realmente..." e a senhora continuava. Quase que parecia que tinha engolido uma pilha duracell porque a conversa nunca mais acabava. Aparentemente o drama maior era que ninguém comia o pão (acho que era pão) se ela lhe tocasse com as mãos, mas quando eram as do balcão, que mexiam em dinheiro e afins, não havia problema. E por isso a senhora estava muito revoltada.

 

Pronto, sei que não é tão interessante como gajos a saltar do autocarro em andamento para fugir aos revisores mas apeteceu-me contar a minha história de hoje.

Error running style: Style code didn't finish running in a timely fashion. Possible causes: