Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Má blogger = Mau blog

por Pantapuff, em 29.11.11

Acordei um nadinha mal disposta, admito mas há coisas que me irritam profundamente.

 

Adorei esta imagem e depois de dar uma vista de olhos pelo meu google reader parei num espaço em especial que me trouxe à memória esta imagem linda. Não vou mencionar o url porque a autora desse espaço lê e sabe perfeitamente que este post lhe é direccionado (se não sabe, vai ficar a saber assim que continuar a ler).

Queixas-te de que as pessoas são cruéis nos comentários que deixam e que por isso vais retirar a opção de comentar os teus posts. Quando abrimos um espaço público arriscamo-nos a que tal aconteça e tens de aprender a lidar com isso. Os comentários que recebes são todos eles válidos, uns mais rispídos que outros, mas ainda assim válidos. Os teus erros de português são verdadeiros atentados à nossa língua seja ela com ou sem acordo ortográfico. Isso é algo que não podes negar porque além das deficiências na pontuação, acentuação e palavras mal escritas tens frases que não fazem sentido algum. Pelo menos é bom para uma coisa, fazer exercícios de caça ao erro.

Um espaço repleto de lamúrias sobre o quão a vida é injusta. Hei todos temos problemas e não é a seguires A Pipoca Mais Doce e querer ter a vida dela que as tuas coisas se resolvem e começas ser feliz. Sonhar em viajar é bom, mas em vez de chorares que nem uma madalena arrependida e inundares a net preocupa-te em arranjar um emprego e deixar as coisas fúteis para outra altura, uma em que as consigas pagar.

Não consegues comprar cremes, roupas, sapatos, maquilhagem nem ir aos sítios que mais gostas... vou dar-te uma novidade, não és a única. A vida está má para todos.

Não és vítima de cyberbulling, tens é demasiada gente a comentar e a dizer umas quantas verdades. Se não gostas dos comentários à tua vida pessoal então pára de a exibir em público, é tão simples quanto isso. 

Vi links de propostas de emprego como empregada e isso não é bom o suficiente? É um trabalho honesto que dá para uma pessoa se ir orientando enquanto não arranja nada melhor. Por isso levanta-te da cadeira, envia cv's e faz-te à vida.

Dizes que não vais parar de escrever. Bom para ti! Continua assim que vais longe.

 

Ora bem... sou má? Não gostam? Azar mas a vida é mesmo assim... e muito simpática sou eu hehe

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:04

Nuvens nos livros

por Pantapuff, em 28.11.11

Baixar a tampa do portátil e levantar-me com o meu caderno na mão. Tinha de os encontrar era uma aventura pois aquelas prateleiras eram ainda desconhecidas pelo meu olhar. Pego num e depois noutro. Quando já tenho seis levo-os para a mesa, mas ainda não estavam todos e tenho de voltar aos corredores escurecidos pelas altas estantes repletas de volumes todos eles diferentes na cor e tamanho. É uma lombada vermelha com letras douradas que me chama a atenção. Leio a cota 29(082) EC-4. Não estava na minha lista mas não resisti a pegar nele e juntá-lo à outra pilha que já tinha apoiada no outro braço. Estava em francês. Com um suspiro volto à mesa onde já tinha três pilhas de livros e começava a atrair os olhares de alguns estudantes.

Sento-me em frente à minha amiga que tinha ido comigo para aquela biblioteca para me fazer companhia e vi que sorria perante o meu ar de medo ao olhar para tantos livros. Respirei fundo e preparei-me para começar a analisar os índices de cada um daqueles mais de vinte volumes que tinha recolhido de vários corredores. Pego num e após ler atentamente os títulos dos vários capítulos vejo que é interessante. Pouso-o na secretária criando uma nova pilha, e assim passo a meia hora seguinte. Faltava um livro "só mais um" disse a mim mesma num murmúrio quase inaudível que era um grito no silêncio sepulcral daquele espaço. Peguei nele com especial cuidado e abri-o revelando as suas páginas envelhecidas pelo passar dos anos. Li-o devagar, saboreando cada palavra na minha mente mas chegou a hora de o fechar e espirrei com a nuvem de pó que dele saiu em forma de cogumelo como se fosse uma mini bomba atómica. Foi neste momento que o livro perdeu a sua beleza e me tornei alérgica à sua presença que infelizmente me acompanhou até casa para inundar o meu scanner com os seus ácaros imundos de que o meu nariz entupido se queixou incessantemente até que finalmente o meti num saco e fechei a minha mochila para que só lhe pegue no dia em que o tiver de devolver à bibliotecária.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 17:22

Criaturas Fantásticas

por Pantapuff, em 28.11.11

 Título: Criaturas Fantásticas

Autora: Nathalie Dau (texto) e Krystal Camprubi (ilustração)

ISBN:987-989-8356-27-7

Caracter Editora

GoodReads, Amazon

 

WOW PINGO DOCE! que foi onde comprei isto por 4,99€  e descobri, ao chegar a casa, que é um preço estupidamente barato quando comparado com a edição original em francês. A tradução do livro francês Légendes: Créatures fantastiques mostra-nos páginas apaixonantes ora pelas ilustrações ora pelas pequenas surpresas em cada página que fazem deste um livro diferente.Para cada criatura fantástica temos um pequeno pormenor, seja ele um pedaço do manto que usa ou as jóias das suas armas. A única coisa que não percebo é porque razão as princesas são consideradas "criaturas fantásticas".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:30

NaNoWriMo 2011 Meet 4

por Pantapuff, em 26.11.11

Foi hoje o quarto e último meet alfacinha dedicado à escrita. Hoje, no Picoas Plaza, um total de 11 pessoas (9 ninjas e dois acompanhantes) juntaram-se com os seus portáteis, iPods e peluches na esplanada central.

Sim estudantes que nos deitavam olhares reprovadores... éramos nós aqueles tipos que faziam barulho e pouco usavam os pc's. Aquele é um local público e se queriam silêncio fossem para uma biblioteca.

Para os senhores do City Bar um AH! tomem lá que perderam onze clientes a consumir uma tarde inteira (parecia que hoje estavam todos com fome e a nossa croma bebia banheiras que era uma coisa parva... foram litros e litros de café) por isso enfiem lá onde o sol não brilha a vossa política de não podermos usar as tomadas, o Picoas Plaza ficou a ganhar.

Mais uma vez a escrita foi pouca e a conversa e galhofa muito e creio que o balanço destes quatro meets foi positivo e toda a gente voltou para as suas casas com um sorriso.

Qual a importância de juntar o pessoal? Conhecemos pessoas novas, fazemos amigos e trocamos experiências. Quem não foi a nenhum não sabe o que perdeu porque as imagens não valem as mil palavras que poderíamos usar para descrever as horas que voavam.

A equipa lisboeta da nanozine decidiu prolongar as meets pelo resto do ano mas isso será falado daqui a umas semanas por isso aguardem...

Foi o meu primeiro ano como ML (Municipal Liaison) e foi uma coisa um bocado em cima da hora por isso as coisas foram marcadas assim um bocado em cima do joelho mas acho que correu tudo bem, tivémos uma boa adesão por parte dos nanoninjas. Prometo que no próximo ano eu porto-me melhor e procuro sítios com antecedência. No entanto quem tiver reclamações sabe onde as fazer.

Já temos também, no facebook, além do grupo do NaNoWriMo Portugal, um exclusivamente para Lisboa de forma a manter o grupo juntinho e assim ser mais fácil marcar os futuros encontros (estes já sem portáteis hehe).

Dia 30 à meia noite termina a competição deste ano e veremos quem escreveu mais, se Lisboa ou o Porto, mas isso são cá coisinhas nossas hehe.

No próximo sábado teremos a TGIO party com chapéus natalícios e muita galhofa. Vejam no fórum e nos grupos do facebook as horas e local de encontro.

 

P.S.: Na foto temos a nossa claque de apoio com uma emplastra que ninguém consegue identificar hehe.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:55

iPhone invejoso

por Pantapuff, em 26.11.11

Segundo o techenet alguns dos utilizadores do iPhone sentem-se arrependidos de ter adquirido o aparelho em lugar de um smartphone. Podem ver o artigo aqui

São coisas como esta que me deixam felizes por não empenhar o meu dinheirinho no iPhone. Por isso viva os espertophones, viva o android e todas as coisas boas associadas. Viva também o Samsung Galaxy Gio que me está a fazer muito feliz.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:18




Alexandra Rolo | Pantapuff

Capturar.PNG


Nascida em 1989, em Lisboa e com uma infância marcada por demasiados filmes de ficção científica é formada em História Moderna e Contemporânea (ISCTE-IUL), História Religiosa (FLUL) e Gestão Cultural (ISCTE-IUL). Conhecida online enquanto Pantapuff, é blogger desde 2005 e tem colaborado em diversos projectos online, normalmente ligados às áreas da literatura (fantástica e FC) e da internet. Hoje faz do online a sua vida, trabalhando como gestora de redes sociais. Youtuber, bookworm, cosplayer, nerd, Potterhead e Whovian assumida é normalmente vista de phones, telemóvel, iPad e Kindle. O seu maior medo é ficar sem bateria ou perder o acesso à internet.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.