Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



FUCK YEAH!
Neste momento estou quase a chorar de alegria (a sério) acabei agora mesmo de escrever a conclusão da minha tese. DOIS ANOS! Dois anos de leituras, escritas, vontade de esganar o meu orientador que acabam assim com um mero ponto final.
Agora que a escrita está terminada é hora de tratar das mariquices como as notas de rodapé (escrever aquilo de forma decente), a bibliografia, enfiar os anexos por ordem, escrever os agradecimentos, endireitar a bibliografia, fazer o índíce e a capa.
Ok ok ainda falta mais um par de dias de trabalho (ou 3 ou 4) mas agora que o texto está finalmente terminado tudo o resto faz-se num instantinho e eu estou com vontade de dar pulinhos de alegria.

 

E assim acaba a minha tese:

Apesar de todas as semelhanças e de o Mitraísmo ser mais antigo que o Cristianismo, foi o segundo que revelou uma maior capacidade de adaptação ao que o Império necessitava na altura em que via na religião um elo que poderia unir todos os que se encontravam subjugados à entidade máxima, o Imperador.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:16

O drama, o horror... a tese #6

por Pantapuff, em 31.05.12

Depois de vários meses a escrever o senhor diz "isto não está bom, comece de novo". Após ponderar muito bem se o esganava estilo Homer Simpson e Bart ou se o fazia engolir as 63 páginas que já tinha prontas lá imprimi a tese e comecei aos poucos a rever tudo segundo algumas orientações do senhor prof.

Aproveito para rever já coisas que ia só ver lá mais para o fim e o resultado é algumas páginas deste género:

 

 

E sim... com isto o Verão foi às urtigas...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:35

Má blogger = Mau blog

por Pantapuff, em 29.11.11

Acordei um nadinha mal disposta, admito mas há coisas que me irritam profundamente.

 

Adorei esta imagem e depois de dar uma vista de olhos pelo meu google reader parei num espaço em especial que me trouxe à memória esta imagem linda. Não vou mencionar o url porque a autora desse espaço lê e sabe perfeitamente que este post lhe é direccionado (se não sabe, vai ficar a saber assim que continuar a ler).

Queixas-te de que as pessoas são cruéis nos comentários que deixam e que por isso vais retirar a opção de comentar os teus posts. Quando abrimos um espaço público arriscamo-nos a que tal aconteça e tens de aprender a lidar com isso. Os comentários que recebes são todos eles válidos, uns mais rispídos que outros, mas ainda assim válidos. Os teus erros de português são verdadeiros atentados à nossa língua seja ela com ou sem acordo ortográfico. Isso é algo que não podes negar porque além das deficiências na pontuação, acentuação e palavras mal escritas tens frases que não fazem sentido algum. Pelo menos é bom para uma coisa, fazer exercícios de caça ao erro.

Um espaço repleto de lamúrias sobre o quão a vida é injusta. Hei todos temos problemas e não é a seguires A Pipoca Mais Doce e querer ter a vida dela que as tuas coisas se resolvem e começas ser feliz. Sonhar em viajar é bom, mas em vez de chorares que nem uma madalena arrependida e inundares a net preocupa-te em arranjar um emprego e deixar as coisas fúteis para outra altura, uma em que as consigas pagar.

Não consegues comprar cremes, roupas, sapatos, maquilhagem nem ir aos sítios que mais gostas... vou dar-te uma novidade, não és a única. A vida está má para todos.

Não és vítima de cyberbulling, tens é demasiada gente a comentar e a dizer umas quantas verdades. Se não gostas dos comentários à tua vida pessoal então pára de a exibir em público, é tão simples quanto isso. 

Vi links de propostas de emprego como empregada e isso não é bom o suficiente? É um trabalho honesto que dá para uma pessoa se ir orientando enquanto não arranja nada melhor. Por isso levanta-te da cadeira, envia cv's e faz-te à vida.

Dizes que não vais parar de escrever. Bom para ti! Continua assim que vais longe.

 

Ora bem... sou má? Não gostam? Azar mas a vida é mesmo assim... e muito simpática sou eu hehe

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:04



Alexandra Rolo | Pantapuff

Capturar.PNG


Nascida em 1989, em Lisboa e com uma infância marcada por demasiados filmes de ficção científica é formada em História Moderna e Contemporânea (ISCTE-IUL), História Religiosa (FLUL) e Gestão Cultural (ISCTE-IUL). Conhecida online enquanto Pantapuff, é blogger desde 2005 e tem colaborado em diversos projectos online, normalmente ligados às áreas da literatura (fantástica e FC) e da internet. Hoje faz do online a sua vida, trabalhando como gestora de redes sociais. Youtuber, bookworm, cosplayer, nerd, Potterhead e Whovian assumida é normalmente vista de phones, telemóvel, iPad e Kindle. O seu maior medo é ficar sem bateria ou perder o acesso à internet.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.