Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

E lá comprei mais amarelo...

por Pantapuff, em 12.02.17

Finalmente consegui comprar os tecidos que me faltavam para completar o cosplay em que estou a trabalhar ^_^

comp.PNG

Como podem ver a yellow party continua com esta segunda dose de tecidos. 

A construção já começou e podem acompanhar os progressos no meu instagram ou na minha página de facebook dedicada ao cosplay.

Como as semanas têm sido longas tenho apenas trabalhado aos fins-de-semana neste novo projecto. Para já está a correr bem. É a primeira vez que estou a trabalhar com organza e está a ser uma verdadeira aventura.

Também já tenho os materiais para os acessórios que tenho de usar, mas essa parte irá ficar mais para o fim :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:38

Racismo e Black face no cosplay?

por Pantapuff, em 18.01.17

Já devem imaginar pelo título que a coisa anda azeda mas temos de agradecer aos defensores dos direitos humanos de ocasião.

Vamos começar com uma visita aos dicionários:

Black face:
When white actors would paint their faces black to resemble black people. Accompanied by a performance stereotyping them as buffoons.
The white actor donned blackface for his minstrel show. (Fonte: Urban Dictionary)
 
White wash:
Someone who is looked at as leaving behind or neglecting their culture and assimilating to a white, western culture. (Fonte: Urban Dictionary)
 
Cosplay: 
noun 1. the art or practice of wearing costumes to portray characters fromfiction, especially from manga, animation, and science fiction. 2. a skit featuring these costumed characters. (fonte)
Racism:
noun 1. a belief or doctrine that inherent differences among the various humanracial groups determine cultural or individual achievement, usuallyinvolving the idea that one's own race is superior and has the right todominate others or that a particular racial group is inferior to theothers. 2a policy, system of government, etc., based upon or fostering such adoctrine; discrimination. 3. hatred or intolerance of another race or other races. (fonte)

 

**_**

 

Agora que temos as keywords e as respectivas definições vamos lá então ao tema do dia: racismo e black face no cosplay.
Quem acompanha aqui o estaminé já sabe muito bem o que é o cosplay, que eu faço parte dessa comunidade e que é tudo arco-íris e unicórnios... excepto quando não é. A comunidade gaba-se de aceitar todos sem discriminação, não importa a cor da pele, se são gordos ou magros, altos ou baixos, aviões ou crominhos que passam a vida na cave e só conseguem ver a luz do dia para ir a uma convenção. A verdade não é bem assim... mas hoje vou focar-me na pele e nas muitas tonalidades que esta pode ter...

sombra.jpg

fonte: ZonaE

 

Pion Kim, uma cosplayer coreana está a ser o centro das atenções pelo seu cosplay de Sombra. Foram muitos os detalhes que esta cosplayer teve em atenção. Rapou o próprio cabelo e a sobrancelha para ficar o mais parecida possível com a personagem. Faltava um detalhe: ela é branca. Por essa razão escureceu ligeiramente o tom de pele com bronzeador. Ora muitas mulheres fazem isso para parecer mais morenas e não há problema... excepto que aqui esta cosplayer está a ser acusada de Black face. Podem parar aqui para voltar lá acima para rever a definição. Estão de volta? Bora lá então. Ora bem, Black face é algo inaceitável e de cariz racista e associado a sátiras racistas. Aqui o que vemos é uma reprodução fiel de uma personagem e algo que é perfeitamente comum quando se faz cosplay. Se o personagem é azul pintamos a pele dessa cor, usamos perucas, lentes de contacto, usamos maquilhagem e latex para moldar as nossas feições e assim dar vida a uma personagem fictícia... É uma arte. Ao vestir a pele de uma personagem significa que gostamos dela e queremos fazer-lhe justiça, honrá-la e mostrar a todos como a admiramos. Não se está a fazer uma sátira ou a insultar quem quer que seja.

Por outro lado, de acordo com o que tenho lido nas redes sociais e secções de comentários dos diversos sites e blogs que já abordaram este "escândalo", é aceitável alguém de pele mais escura utilizar os mesmos artifícios para parecer caucasiano ou asiático pois estes não são alvo de racismo generalizado.

Agora questiono: então os outros podem ser mais claros e eu não posso ser mais escura? Não temos todos os mesmos direitos?

Acho irónico que a mesma comunidade que está a criticar esta cosplayer é a mesma que acusa alguns cosplayers de white washing por usarem cosplays de personagens de outras etnias sem ter esse tom de pele. Então mas podemos ou não alterar o nosso tom de pele de acordo com a personagem que estamos a representar? Já foram ao cinema ultimamente? Já reclamaram com os actores que usam bronzeador? Se não reclamam com eles porque atacam os cosplayers?

 

Outros falam de apropriação cultural: minha gente vocês comem noodles, assistem a filmes americanos, compram roupa em sites chineses, ouvem música espanhola, comem vacas holandesas e passam férias em Cabo Verde e estão a reclamar de apropriação? Se calhar querem rever aí as prioridades, não?

 

Ironicamente só vejo caucasianos ofendidos com este tipo de situação...

Pessoalmente não vejo mal. "Ahh pois mas tu és uma priviligiada porque és branca!" Dizem os defensores da moral e bons costumes de ocasião. E eu digo-vos "não minha gente", tenho dois dedos de testa (ok mais que a minha é grandita) e vejo cada situação de forma isolada.

O ideal seria isto mesmo, analisar cada situação sem pegar em definições / rótulos e colocar em todo o lado por igual. É assim que a ignorância se espalha (e acho que às vezes é contagiosa).

 

Ao mesmo tempo que toda a situação me irrita, tenho vontade de rir... é que se ela usasse bronzeador por motivos puramente estéticos ninguém iria reclamar de racismo ou apropriação. É moda, certo? Se ela fizesse cosplay de um smurf não ia ofender ninguém porque é uma personagem fictícia... mas a Sombra andou comigo na escola e é vizinha desta malta toda (só pode né?).

Vivemos num mundo cheio de falsos moralistas, donos da verdade e dos bons costumes que continuam a perpetuar ideiais racistas durante a sua luta pela igualdade, que não ser pode igual para todos porque nem todos foram vítimas de discriminação...

 

Se quiserem ver melhor o cosplay brutal podem ver este vídeo. E se tiverem cinco minutinhos aproveitem para ler os comentários dos "lesados" que não percebem o porquê dos caucasianos estarem tão ofendidos (afinal não sou a única).

 

 

E vocês o que têm a dizer?

 

P.S.: se já leram tudo já podem atirar pedras. ;)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:03

Comigo as linhas acabam sempre

por Pantapuff, em 10.09.16

zora.PNG

Cá ando eu a lutar contra o  tempo... o Iberanime está aqui à porta e ainda há muito por fazer... Como sou muito boa a calcular aquilo de que preciso tive de voltar à Zora para comprar linhas para bordar que fiquei sem uma das cores e as restantes não iam chegar para tudo.

Da última vez acabei com um dos verdes da loja, ontem foi um tom de azul. Para minha sorte nunca têm mais em armazém por isso o que está nas gavetas é o que têm. Já fiz dois terços deste bordado por isso ainda faltam umas boas horinhas para terminar o que falta. Se não tiver azar nenhum começo hoje o último terço e poderei depois passar à construção propriamente dita do fato. Espero não ter de voltar à Zora tão depressa que o tempo está a fugir... Prometo que em Outubro vos mostro as fotos e detalhes da construção mas até lá... segredooooo :p

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:54

À Conversa com Misa on Wheels

por Pantapuff, em 16.04.16

[You can find the english version of this post after the portuguese translation]

Olá a todos. Como sabem eu tinha começado a fazer entrevistas a pessoas que acho que são exemplos a seguir ou interessantes e cujo trabalho merece algum destaque.

A comunidade cosplayer é enorme, são milhares por todo o mundo, mas há uma pessoa que se tem destacado, na minha opinião, como um exemplo de força de vontade, esforçada e com um excelente portfólio :)

A Misa On Wheels é para mim um excelente exemplo do que o cosplay deve ser. Divertido, para todos e acima de tudo sem discriminação. Por essa razão convidei esta cosplayer para uma breve conversa :)

 

0f225b0c28eae8bfff5af1e29b37eb38.jpg

Em primeiro lugar gostaria que falasses um pouco sobre ti. Quem é a Misa?

Sou uma rapariga de New Hampshire, EUA, que se interessa por demasiadas coisas e tem demasiados hobbies! Nasci comDistrofia muscular e fui diagnosticada aos 2 anos. Por causa da progressão da doença tive de começar a utilizar uma cadeira de rodas aos 10. No entanto, esta situação nunca me limitou. A minha doença faz parte da minha vida mas não me define. Sou uma cosplayer, gamer, pintora, adoro animais e muitas mais coisas. E são estas ccoisas que fazem de mim quem sou. :) 

 

Quando é que começaste a fazer cosplay e porquê?

Comecei a fazer cosplay há 8 anos. Acho que não tive uma razão em particular. Sempre gostei de me mascarar por isso foi um hobby a que facilmente aderi.

 

És um excelente exemplo de que o cosplay é para todos. Tiveste algum problema com bullying?

No cosplay não, mas um pouco de forma geral devido à falta de conhecimento geral da minha doença. A comunidade de cosplay sempre me aceitou bem e às minhas diferenças e isso só me dá ainda mais força para defender os que não têm a mesma sorte que eu.

 

Costumas fazer os teus fatos ou compras?

Eu compro ou desenho a maior parte deles. Devido à minha doença tenho algumas limitações motoras o que torna a costura muito difícil para mim. A parte de me vestir e a parte teatralsão as de que mais gosto por isso é nelas que me foco.

 

Como escolhes as personagens para fazer cosplay?

Normalmente escolho personagens de que gosto ou onde me revejo um pouco.

 

Qual é a tua favorita?

Yuna de Final Fantasy X e Misa Amane do anime Death Note.

 

Qual achas que é a coisa mais importante quando se faz cosplay?

Que te divirtas. O cosplay é um hobby e, acima de tudo, é necessário ter em mente que não há nenhuma pessoa ou razão que deve impedir-te de fazer algo de que gostas.

 

Que conselho gostarias de deixar aos cosplayers portugueses?

Lembrem-se que o cosplay é seres tu mesmo nas roupas de outra pessoa. Vocês mesmos. Com as vossas características e qualidades. Lembrem-se que são perfeitos da forma que são e podem fazer cosplay do que quiserem!

______________________________________________________

 

Hello everyone. As you know I had started to do interviews with people who I think that they are examples to follow, interesting and whose work deserves some attention.

The cosplayer community is huge, there are thousands around the world, but there is a person who has highlighted, in my opinion, as an example of willpower, hardworking and an excellent portfolio :)

Misa On Wheels is for me an excellent example of what the cosplay should be. Fun for all and above all without discrimination. For this reason I invited this cosplayer for a brief conversation :)

IMG_7785ac.jpgFirst of all I’d like you to talk a bit about yourself. Who is Misa?
I am a girl from New Hampshire, USA, who has far too many interests and hobbies!   I was born with Muscular Dystrophy and diagnosed when I was two years-old.  Due to progression of the condition, I had to start using a wheelchair full-time at age ten.  This, however, has never been something that has stood in my way.  My condition is a part of my life, but it does not define who I am.  I am a cosplayer, gamer, painter, animal-lover, and so many other things.  And these are the things that make me who I am.  :)

 

When did you start cosplaying and why?
I started cosplaying about 8 years ago.  There was no particular reason why, I suppose.  I have always loved dressing up and costumes, so cosplay was a very easy hobby for me to get into.
 

You are such a great example that cosplay is for everyone. Did you have any problems with bullying?
Not so much in the realm of cosplay, more just in the form of general ignorance due to my visible disability.  The cosplay community has always been very accepting of me and my differences, and this gives me all the more drive to stick up for others who have not been so fortunate.

 

Do you usually do your own cosplays or buy them?

I buy or design most of mine.  Due to my condition, I have very limited fine motor skills, which makes activities like sewing very difficult.  The dressing-up and theatrical aspects of cosplay are the parts that I enjoy, so those are the parts I focus on.  

 

How do you choose the characters you cosplay?

I mostly choose characters that I love or see a part of myself in.


Which one is your favourite?
Yuna from Final Fantasy X and Misa Amane from the anime Death Note.
 

What do you think is the most important thing about cosplaying?

Having fun.  Cosplay is a hobby, and, above all else, we need to remember that there is no person or reason that should stop you from doing what you love.  

 

Which advice would you like to leave to portuguese cosplayers?

Remember that cosplay is about being yourself in someone else's clothes.  Yourself.  With your own characteristics and qualities.  You are perfect just the way you are and can do, and cosplay, anything you want!

tumblr_ms011vdh2u1qd3gf0o2_500.jpg

0000007.jpg

 

Facebook: https://www.facebook.com/MisaOnWheels

Photos: Tony N.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:33




Alexandra Rolo | Pantapuff

Untitled-3.png


Nascida em 1989, em Lisboa e com uma infância marcada por demasiados filmes de ficção científica é formada em História Moderna e Contemporânea (ISCTE-IUL), História Religiosa (FLUL) e Gestão Cultural (ISCTE-IUL). Conhecida online enquanto Pantapuff, é blogger desde 2005 e tem colaborado em diversos projectos online, normalmente ligados às áreas da literatura (fantástica e FC) e da internet. Hoje faz do online a sua vida, trabalhando como gestora de redes sociais. Youtuber, bookworm, cosplayer, nerd, Potterhead e Whovian assumida é normalmente vista de phones, telemóvel, iPad e Kindle. O seu maior medo é ficar sem bateria ou perder o acesso à internet.



Links

Outras Folhas


Alexandra's bookshelf: read

Edge of SweetnessLynda's LaceA Change of SeasonsA wet & wild nightReligions of the WorldLégendes : Créatures fantastiques

More of Alexandra's books »
Book recommendations, book reviews, quotes, book clubs, book trivia, book lists

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.