Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Sinto-me velha e baixinha

por Pantapuff, em 21.08.13

Fui catequista na paróquia de Loures durante uns quatro anos (pausa para recuperarem do choque). É verdade, fui mesmo e tive grupos de criancinhas de quatro e cinco anos e adorei (nova pausa para recuperarem do choque).

Ora ontem lá estava eu no Loures Shopping em busca de umas calças pretas quando vejo um miúdo que me era estranhamente familiar. Tinha-lhe dado catequese quando tinha 5 anos e aos 13 é mais alto que eu.

É nestes momentos que fico a pensar onde raio se enfiou o tempo (e só estou com 23 daqui a uns anos nem quero imaginar)... a vida passa depressa e temos é que aproveitá-la se não estamos tramados. Agora o que eu gostava de saber é o que raio metem no leite dos putos para ficarem todos mais altos que eu...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:23

Encontro Nacional de Catecúmenos - Fátima

por Pantapuff, em 10.06.12

Estão a imaginar um grupo de crianças? Agora estão a imaginar uma paróquia? Agora imaginam um país inteiro?

<----------

That is how I see HELL! Centenas de crianças acordadas desde horas impróprias para retirar alguém da cama, todas juntas depois de andar demasiado tempo de autocarro... Vamos pelo início.

Acordei às 6 da manhã para sair da Igreja Matriz de Loures às 8h40m (pontualidade britânica, ou não). A chuva decidiu cair durante o tempo em que íamos no autocarro e durante a missa (ver foto da visão do inferno). Durante as quase duas horas que durou a cerimónia tive uma criança abraçada ao meu tronco do lado esquerdo, outra do lado direito e outra a pedir atenção enquanto três tentavam andar à porrada e as meninas queriam conversar. Entretanto tive um belo momento de gente mal educada aos berros, mas vou saltar esse pormenor para passar a um momento agradável na nova Basílica onde assistimos a um momento de ilusionismo (sentados!) que deu para descansar um pouco. 

Como eu sorte não tenho nenhuma, foram poucos os que dormiram no regresso a Loures não me deixando assim fazer uma coisa que me apetecia muito: dormir.

Resumindo e concluindo... a minha tia pediu eu fui e não devo repetir tal proeza nos próximos 50 anos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:55

Fenómeno da Aparição

por Pantapuff, em 12.02.11

Hoje fiquei com uma leve ideia de como a Nossa Senhora de Fátima se deve ter sentido quando apareceu àquele molho de gente. Não se eu agora seja santa, mas já vão perceber.

A pedido de muitas famílias, bom só uma, ok a minha tia, hoje fui à missa à Igreja Matriz para tomar conta dos outros miúdos a quem ela dá catequese porque a outra catequista não pôde ir. Enfim, lá fui eu e quando lá cheguei eram poucas as pessoas ainda no local que viria a estar apinhado de pessoas com os seus filhotes, ou então não porque está frio e todos os lugares são melhores que aquele.

Enfim, eu deixei de ir à missa pela mesma altura que deixei de dar catequese já lá vão fazer dois anos, porque achei que dormir ao fim-de-semana devia ser uma experiência interessante e até gostei da coisa pelo que se tornou o meu hobbie (hei uns bebem, outros fumam, outros drogam-se. Eu durmo).

À medida que as caras conhecidas iam chegando desviavam o olhar mas depois voltavam e ficavam surpreendidas por me verem ali. Houve até quem perguntasse se eu estava perdida ou doente, ou se tinha morrido alguém. Também uma pessoa se virou umas quatro ou cinco vezes para trás para ver se era eu ou não...

Ainda assim foi bom eu ter ido porque adorei a leitura de hoje que era de uma carta de S. Paulo para alguém (ele também escrevia cartas a toda a gente) e dizia que se pecarmos com os olhos devemos arrancá-los e deitá-los fora, se for com a mão devemos cortá-la e deitá-la fora... (tenho de procurar esta carta porque afinal a Bíblia tem piada em algumas partes). Também adorei o sermão do padre (cujo nome desconheço, é um dos novos) onde ele disse às crianças, que ficaram em pânico depois da leitura, que não devemos levar isto à letra se não, passo a citar: "ficávamos todos cegos ou Camões".

Resumindo, fui à missa e o que foi que vi? As pessoas que ainda não ganharam juízo e que ainda conseguem aturar gente que não tem mais nada pra fazer na vida ou que não tem mesmo uma vida, vi as senhoras que vão para lá para pôr a conversa em dia, vi que a pessoa que não me suporta ver nem pintada e que iria arrancar cabelos se eu voltasse continua a receber-me com um grande sorriso e um abraço e vi que os seminaristas continuam a ser um desperdício na vida de padre.

Oh well... tudo na mesma, a diferença é que desta vez eu fui e vai demorar até voltar a ir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:33

Balanço do estaminé durante estes exames

por Pantapuff, em 16.06.10

Posso dizer que esta época de exames foi especialmente produtiva em termos de fritanços e posts estranhos e hoje para celebrar  o fim da primeira época de exames e possivelmente da última vez que fui avaliada no meu tão querido iscas-iúle vou fazer um pequeno balanço do que de melhor pus aqui nesta primeira quinzena já que a produção foi bastante

Ai o Padre novo...

Fritanço da noite 3

Fritanço da noite 4

Humoristas portugueses- Marco Rebelo

O que os outros pensam...

Frases profundas

Como ouvir Toni Carreira

 

Fritanço da noite 5

Fritanço da noite 6

Fritanço da noite 7

Palavras "multiusos"

Deus criou os Gremlins

Ora sou católica ora sou...?

Para onde ir: Céu ou Inferno?

Adão e Era e o incesto

A tortura de ir às compras

Sistema infalível anti-ladrões
Conversas da pimpolha (3)

 

E não estão aqui todos....Bom espero que gostem de ler algumas das coisas. ^^

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:50

Adão e Eva e o incesto

por Pantapuff, em 11.06.10

Se há coisa que sempre me fez confusão foi Adão e Eva e os filhos deles.

Supostamente foram a primeira família que alguma vez existiu e foi a partir deles que se povoou todo o mundo. Mas como é que isso foi possível se é incesto e pecado "estar" com irmãos?

Deus não fala da criação de mais pessoas então como é que...

E eventualmente percebi porque é que dizem que somos todos irmãos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:59



Alexandra Rolo | Pantapuff

Capturar.PNG


Nascida em 1989, em Lisboa e com uma infância marcada por demasiados filmes de ficção científica é formada em História Moderna e Contemporânea (ISCTE-IUL), História Religiosa (FLUL) e Gestão Cultural (ISCTE-IUL). Conhecida online enquanto Pantapuff, é blogger desde 2005 e tem colaborado em diversos projectos online, normalmente ligados às áreas da literatura (fantástica e FC) e da internet. Hoje faz do online a sua vida, trabalhando como gestora de redes sociais. Youtuber, bookworm, cosplayer, nerd, Potterhead e Whovian assumida é normalmente vista de phones, telemóvel, iPad e Kindle. O seu maior medo é ficar sem bateria ou perder o acesso à internet.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.