Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Almanaque Steampunk 2017

por Pantapuff, em 29.12.17

almanaque.jpg

Almanaque Steampunk 2017

Goodreads

Não podia fechar a loja sem antes comentar uma publicação deste ano. O Almanaque Steampunk 2017. 

À semelhança do que aconteceu nas anteriores edições portuguesas da Euro Steam Con, um almanaque nasceu. Desta vez pelas mãos da Liga Steampunk de Lisboa e da Divergência.

Infelizmente não tenho o almanaque da Corte do Norte sendo que tenho apenas a Clockwork Portugal como meio de comparação.

Começando pela capa confesso que se a visse numa prateleira qualquer sem saber do que se tratava nunca pegaria nesta publicação. Confusa e pobre no seu desenho em nada se compara com tantos outros trabalhos que contém no interior. A capa funciona também muito melhor em formato digital do que impresso.

Com pontos altos e baixos confesso que vale a pena apenas por dois ou três contos que não vou mencionar aqui.

Gostei que, apesar do pouco tempo disponível, tenham mantido a "tradição" de ter um almanaque mas ao mesmo tempo creio que peca por essa mesma falta de tempo. Mais uns meses e decerto teria mais para mostrar.

Alguns detalhes poderiam ser retirados e dado mais destaque a outros. Entretanto aproveito para dar os meus parabéns a todos os os artistas que submeteram os seus desenhos, são, sem sombra de dúvida, o ponto alto desta publicação.

O Almanaque Steampunk de 2017 apesar de não estar na minha lista de favoritos deste ano é um bom exemplo do que por cá se vai fazendo :)

Não sei se teremos Euro Steam Con em 2018 mas fico à espera do próximo almanaque para a minha colecção :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:00

A Evolução de Calpúrnia Tate

por Pantapuff, em 13.12.17

calpurnia.PNG

Título: A Evolução de Calpúrnia Tate

Título original: The evolution of Calpurnia Tate

Autora: Jacqueline Kelly

Goodreads

 

Ter 11 anos e ser menina em 1899 pode não ser um grande problema a não ser que sejas a filha do meio de 7 irmãos, a única rapariga, ser Maria rapaz e ainda por cima curiosa...

É toda essa curiosidade que a leva a começar um diário onde regista tudo o que vê, as suas dúvidas e as respostas que encontra... é também essa forma diferente de pensar e ver o mundo que a leva a aproximar-se mais do avô, um naturalista que se corresponde com algumas das mentes mais brilhantes da época.

Callie (como era tratada) pouco liga ao piano, não tem jeito para a costura ou os afazeres da casa e o seu sonho é ser mais que uma mera esposa, dona de casa, mãe de um pequeno rebanho de crianças chatas... aprecia o sossego, ler, nadar no lago e estudar coisas novas relacionadas com ciências... Callie é tudoe quer ser tudo o que estava vedado a uma menina de boas famílias devido às convenções sociais da altura.

É um livro delicioso que acaba e deixou-me a querer mais, a ler mais e conhecer melhor esta evolução da jovem menina.

O livro aborda apenas um ano da vida de Callie e agora que descobri que existe um segundo livro mal posso esperar para o poder ler, mas primeiro... pois, tenho de despachar a pequena pilha que tenho lá em casa...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:01

Porque escolhi viver - Yeonmi Park

por Pantapuff, em 23.11.17

27320109.jpg

Título: Porque escolhi viver
Título original: In order to Live

Autora: Yeonmi Park

Editora: Objectiva

Goodreads

Quem me conhece sabe que, por norma, corro na direcção oposta àquela onde estão as biografias. No entanto depois de ver uma Ted Talk de Yeonmi Park não resisti a comprar o livro.

Depois de estar na prateleira por umas semanas lá lhe peguei e tornou-se na minha companhia do autocarro no caminho entre casa e o trabalho.

Foi doloroso de ler. A certas alturas tive mesmo de parar de ler, fechar o livro e olhar pela janela a ver se não começava a chorar como se estivesse a cortar cebola.

Não me emociono facilmente, aliás a última vez que chorei com um livro foi com a morte do Dumbledore e do Snape. 

A escrita está on point, é fácil ver à minha frente as cenas que Yeonmi descreve. Desde a dua infâcia à sua entrada forçada no mundo dos adultos. A fome, a miséria, doenças, a violência e violações... custa ler as palavras de uma mulher que deixou de ser criança muito antes do suposto.

Custa ainda mais saber que esta realidade não tem assim tantos anos e ainda acontece no mundo em que vivemos.

Este livro é uma lição de vida que mais ninguém nos poderia ensinar porque poucos são capazes de falar.

Porque escolhi viver é a história de Yeonmi Park que nos conta a sua vida desde a sua infância na Coreia do Norte, a queda da sua família e a sua decisão de fugir da Coreia do Norte com a mãe. Era um ambiente de medo e fome que se vivia, onde não podia ir à escola e os filmes da Disney eram ilegais. Um país onde a Primavera significava morte e o contrabando a única forma de sobreviver... onde o divertimento das crianças era apanhar insectos no campo para comer para não morrerem de fome e os mais pequenos crimes podiam significar a morte... um país onde fugir era a única forma de sobreviver.

De forma nua Yeonmi conta ao mundo a sua travessia até à China e como foi vendida, comprada, violada e viu tantas outras mulheres a sofrer o mesmo... onde também se tornou uma vendedora de seres humanos para poder ter comida na mesa, comprar a sua mãe e trazer o seu pai para a China... Era ainda uma menina quando teve de tomar uma decisão que a marcou para o resto da sua vida... deixar que a violassem em troca de voltar a ter a sua família consigo... em troca de sobreviver...

Toda a sua travessia até à Coreia do Sul e todo o processo para voltar a tentar ter uma vida que fosse semelhante a algo "normal".

É uma leitura dolorosa mas que ajuda a abrir um pouco os olhos porque o mundo pode ser muito mais assustador do que pensamos e são estes relatos que ajudam a mudar um pouco...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:56

2012 - A Guerra das Almas

por Pantapuff, em 20.07.17

7604548.jpg

 

Título: 2012 - A Guerra das Almas

Título original:

Autor: Whitley Stieber

Editora: Livros D'Hoje

Goodreads

Opáaaaaaaaaaaaaaa isto parecia tão giro... mas é tão chato mas tão chato que perdi toda e qualquer vontade de ler o quer que fosse. Juro!

Por isso é que não se compra livros só pelo título, mas o que posso eu fazer que conspirações e o fim do mundo me piscam o olho e não resisto?

Strieber merecia um prémio qualquer pela quantidade quase absurda de ideias loucas que enfiou nas poucas páginas que o livro tem. Tudo acontece neste apocalipse. Desde aliens aos Maias, não falta nada. Talvez falte o Pai Natal, mas tirando isso está cá tudo, até um universo paralelo para não faltar nada ao caos.

Caos é a palavra melhor para descrever este livro que me fez adormecer umas quantas vezes e esquecer, não a vida mas o que acontecia. A certa altura dava por mim a reler partes só para ver afinal onde estava e o que estava a acontecer.

O livro até começou bem mas depois pronto... é um pouco do que acabei de explicar... caaaaaaaos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:06

Sangue Ruim

por Pantapuff, em 20.07.17

12980834.jpg

 

Título: Sangue Ruim

Título original: Bad blood

Autor: Rhiannon Lassiter

Editora: Contraponto

Goodreads

 

Foi a primeira vez que li um livro de Rhiannon Lassiter. A base prometia uma história de arrepios e que me deixaria a questionar as minhas Barbies e cumpriu parte da promessa... mas uma parte pequenina

A escrita da autora foi bem pensada e a história bem estruturada, no entanto devo dizer que algumas coisas me deixaram desapontada. Em primeiro lugar a evolução das personagens. Ninguém saiu da cepa torta, não há crescimento nem grande evolução naquela família. O final também deixou a desejar, foi arrumado a correr para despachar a história que afinal não tinha assim tanta profundidade como se pensava.

A parte melhor deste livro é que a história acaba aqui. Não há mais yay! :D

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:37



Alexandra Rolo | Pantapuff

Capturar.PNG


Nascida em 1989, em Lisboa e com uma infância marcada por demasiados filmes de ficção científica é formada em História Moderna e Contemporânea (ISCTE-IUL), História Religiosa (FLUL) e Gestão Cultural (ISCTE-IUL). Conhecida online enquanto Pantapuff, é blogger desde 2005 e tem colaborado em diversos projectos online, normalmente ligados às áreas da literatura (fantástica e FC) e da internet. Hoje faz do online a sua vida, trabalhando como gestora de redes sociais. Youtuber, bookworm, cosplayer, nerd, Potterhead e Whovian assumida é normalmente vista de phones, telemóvel, iPad e Kindle. O seu maior medo é ficar sem bateria ou perder o acesso à internet.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.