Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




743b1abd76bc4fbe9b6df5427a0d08fb1459904360_full.jp

Já vi e agora sim posso opinar e sim sei que já chego tarde à festa.

Sailor Moon Crystal é a nova série do anime que marcou uma geração em Portugal. Esta nova série aproxima-se mais da história que se encontra nas mangas (pelo que me dizem, porque nunca li).

Gostei muito das histórias nestas três temporadas mas confesso que não gostei da alteração do traço do desenho e alguns dos esquemas de cores mais brilhantes. E o genérico só me faz lembrar Love Live.

Usagi mostra-se um pouco beijoqueira e há ali um par de beijinhos entre duas das navegantes. E aqui vem o drama. OMG OMG OMG que as crianças não podem ser expostas a tamanha falta de vergonha! Duas meninas a dar um beijinho que dura 3 segundos? Onde é que já se viu tal coisa? Claro que o canal Panda Biggs atendeu à revolta dos falsos moralistas e cancelou a transmissão do anime a pouco tempo do final da temporada.

Sinceramente acho que quem anda revoltado com o anime e levou ao seu cancelamento devia era reclamar com o que a TVI passa em horário nobre para todas as criancinhas verem. Mas os reality shows não, isso as crianças podem ver sem problema. Um anime sem nada de escandaloso é alvo de crítica e é cancelado. Oh minha gente, vejam mas é os animes com os vossos filhos e eduquem-nos para serem adultos informados e sem preconceitos estapafúrdios.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:06



2 comentários

Sem imagem de perfil

De Carina a 29.12.2016 às 00:06

Mas todas as críticas que existiram (ou a grande maioria delas) não foram pelo facto de se mostrar o tal beijo e afins, foi o contrário. As críticas foram contra o beijo não existir, devido à censura do Biggs.

A não ser que os teus "falsos moralistas" sejam aqueles que defendem a pluralidade e são contra a homofobia. Porque eram esses os "revoltados" :p
Sem imagem de perfil

De *Nightwish* a 30.12.2016 às 20:38

Só vi o primeiro episódio de Crystal e não gostei nada do traço e do facto de a Usagi ser tão girly girl. Também já me disseram que esta versão é mais fiel ao manda (que também não li), mas ainda assim, gosto de conservar a imagem que eu tenho da Usagi destrambelhada e meia palerma. É algo nostálgico, sim, mas também tem mais a ver comigo do que a Usagi da versão Crystal.
Quanto à censura... Já não há mais nada para dizer sobre isso, pois não? É que já começa a ser absurdo. Primeiro, era porque dava pesadelos às criancinhas, agora é por causa de um beijo trocados por duas meninas? Esses paisinhos precisam de crescer. Também querem censurar o Shin Chan, não porque ele mostra "a trombinha", mas porque num episódio foi ao hospital e a médica ou enfermeira disse que o rapazola tinha um rabinho muito bonito (o que se diz normalmente aos miúdos pequenos).
O mais triste disto tudo é que esses paizinhos viram estes desenhos animados e até coisas muito piores nos idos anos '80 e '90. Mas agora tudo é problema, não é? Menos os degredos que passam na TVI e na CMTV. Isso já não tem mal nenhum...
****

Comentar post



Alexandra Rolo | Pantapuff

Capturar.PNG


Nascida em 1989, em Lisboa e com uma infância marcada por demasiados filmes de ficção científica é formada em História Moderna e Contemporânea (ISCTE-IUL), História Religiosa (FLUL) e Gestão Cultural (ISCTE-IUL). Conhecida online enquanto Pantapuff, é blogger desde 2005 e tem colaborado em diversos projectos online, normalmente ligados às áreas da literatura (fantástica e FC) e da internet. Hoje faz do online a sua vida, trabalhando como gestora de redes sociais. Youtuber, bookworm, cosplayer, nerd, Potterhead e Whovian assumida é normalmente vista de phones, telemóvel, iPad e Kindle. O seu maior medo é ficar sem bateria ou perder o acesso à internet.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.