Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Good Morning Call

por Pantapuff, em 09.09.17

Good-Morning-Call-Netflix.jpg

 

O que se faz quando se quer viver sozinho? Arranjar casa e foi isso mesmo que a Nao fez. Alugou um apartamento perto da escola mas qual é a sua surpresa quando descobre que um dos rapazes mais populares da escola tinha também alugado aquela mesma casa!

Começa então uma pequena aventura destes dois estudantes que tentam esconder de todos o facto de viverem juntos pois não têm possibilidade de pagar a renda sozinhos após descobrirem que foram vítimas de um esquema.

Adorei a Haruka Fukuhara como Nao e também a forma como a personagem vai crescendo ao longo da série (que é pequena). Apesar de ser a típica comédia romântica aborda algumas questões interessantes da cultura japonesa e também mostra que nem sempre a vida é um mar de rosas já que ambas as personagens passam por algumas dificuldades ao longo da sua pequena aventura.

É uma comédia divertida repleta de momentos "awwe" e pudim... muito pudim (e ramen)!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Final Fantasy XIV - Pai de Luz

por Pantapuff, em 05.09.17

final-fantasy-dad-of-light.jpg

 

Baseada numa história verídica, pai e filho reforçam a sua relação ao jogar o jogo online Final Fantasy XVI.

Já conhecia a série desde que começou a ser produzida mas apenas agora que chegou à Netflix é que vi (nem sei se já andava por aí a boiar).

Com apenas oito episódios (sendo que o último é um "especial") não andamos eternamente a ver enchimento de chouriços desnecessário e o guião limita-se à história principal.

É interessante como um pequeno gesto ou o facto de duas pessoas fazerem algo em conjunto as pode ajudar a comunicar melhor (ainda que uma delas não saiba que aquela boneca gira é o próprio filho que está no seu quarto).

Aqui fica uma sugestão de fim-de-semana (sim, isto é assim tão curto)... e vocês já viram?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:09

Million Yen Women

por Pantapuff, em 05.09.17

Million_Yen_Women-p1.jpg

 

Porque não há nada mais estranho que uma mulher bater à porta a oferecer um balúrdio de dinheiro como renda e a dizer que recebeu um convite para viver naquela morada... ok... experimentem cinco mulheres nessa situação...

Shin Michima (Yojiro Noda) é um escritor pouco popular que vivia sozinho até isto acontecer. As regras são simples, não pode fazer perguntas sobre a vida delas, não pode entrar nos seus quartos e devem jantar todos juntos.

Esta série japonesa não é entusiasmante mas rapidamente deixa os espectadores curiosos à medida que vamos descobrindo um pouco sobre quem são estas mulheres, ao mesmo tempo que Shin parece tornar-se mais popular na área da literatura...

Um elenco que para mim é desconhecido mas bem escolhido para os papéis em questão. Fiquei com pena de a série ter apenas 12 episódios, no entanto se existissem mais correríamos o risco de cair na seca por isso acaba por estar bem assim :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:00

My little Lover

por Pantapuff, em 04.09.17

transferir.jpg

Traduzido para português como A minha namoradinha é uma série japonesa (Minami-kun no Koibito - "Minami's sweetheart") que chegou à Netflix e envolve rapidamente os fãs deste estilo de série.

Dois amigos de infância (Chiyomi e Shunichi) afastam-se um do outro até ao dia em que ela se apercebe que está apaixonada por ele e deseja que tudo volte a ser como era dantes... e encolhe!

Começa então a aventura que leva estes dois amigos a juntar-se uma vez mais para tentar trazer Chiyomi de volta ao seu tamanho normal!

Esta série é verdadeiramente hilariante e vai deliciar sem sombra de dúvida as alminhas mais românticas que andam por aí.

A história é fofinha e acaba no momento certo sem se arrastar eternamente como os típicos romances ou telenovelas que andam por aí a boiar.

Os episódios são pequenos e por isso com jeitinho um fim-de-semana dá conta do recado ;)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

The Seven Deadly Sins

por Pantapuff, em 03.09.17

9886f448f8284fc39eb57dff2e99c4ac7bcad7f8.jpg

 

Finalmente cedi e comecei a ver Seven Deadly sins... em parte porque um belo dia estava a boiar na Netflix e não me apetecia ver mais nada, mas pronto isso não interessa :p

Num mundo semelhante à Idade Média existe um grupo de cavaleiros sagrados que usam os seus poderes para defender Britannia e os seus reinos. Tendo sido derrotados pelos Cavaleiros Sagrados estes quase que se tornaram num mito, mas os Seven Deadly Sins estavam vivos... e bem vivos...

Cada uma destas personagens representa um dos sete pecados mortais e tem uma marca no seu corpo que o simboliza.

Ainda não conheço os pecados todos (oh a ironia da frase xD) mas é muito engraçado ver como estes se ajustam a cada uma das personagens.

Apesar de não se ter tornado numa das minhas séries que "omg omg omg tenho de ver!" é bastante divertida e boa para um fim-de-semana em que nos apetece ser verdadeiros vegetais no sofá :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:52



Alexandra Rolo | Pantapuff

Capturar.PNG


Nascida em 1989, em Lisboa e com uma infância marcada por demasiados filmes de ficção científica é formada em História Moderna e Contemporânea (ISCTE-IUL), História Religiosa (FLUL) e Gestão Cultural (ISCTE-IUL). Conhecida online enquanto Pantapuff, é blogger desde 2005 e tem colaborado em diversos projectos online, normalmente ligados às áreas da literatura (fantástica e FC) e da internet. Hoje faz do online a sua vida, trabalhando como gestora de redes sociais. Youtuber, bookworm, cosplayer, nerd, Potterhead e Whovian assumida é normalmente vista de phones, telemóvel, iPad e Kindle. O seu maior medo é ficar sem bateria ou perder o acesso à internet.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.