Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Casa de Vinho

por Pantapuff, em 30.05.08
Hoje foi o concerto de Amy Winehouse (sim hoje, porque caso não tenham reparado ainda faltam 5 minutos para a meia-noite).
Após algum tempo a ver algumas apresentadoras da Sic Radical a encher chouriços a senhora decidiu subir ao palco.
Claro que ela conseguiu superar a barraca da Britney Spears (sim foi à muito tempo, mas as boas barracas não se esquecem facilmente) ao ir para o palco com alguma dificuldade em manter-se em pé (mas a valente tentou andar e até dançar, imaginem!).
Claro que a puta da bebedeira que provavelmente tinha em cima foi uma das razões pelas quais nao se percebia o que raio ela estava para ali a tentar cantar...
Quem é que no seu prefeito juízo ainda tem coragem para comprar um bilhete para ver a Amy ao vivo?
Será que ainda não perceberam que não vele a pena? Mais valia que mo dessem a mim que fazia melhor uso dele...
Bom, mas não foi muito mau... a partir da terceira ou quarta música aquilo que ela cantava já parecia música...mas...aquilo voltou a descambar...
Uma coisa engraçada que eu reparei foi que cada vez qye ela levantava o raio do vestido conseguia percebê-la melhor...(sou má eu sei)
Antes de me despedir deixo-vos o testemunho de um puto que foi entrevistado: "desde que o microfone esteja preso ao chão pra ela não cair..."

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 23:52



1 comentário

Sem imagem de perfil

De Helena de Troia a 08.06.2008 às 20:32

Pah... Fui a pessoa errada para ler isto :p Eu ja adoro amy winehouse ha uns bons 2 anos. E pronto confesso que não foi dos melhores concertos que ela podia ter dado, mas tendo em conta o seu estado, até acho que foi muito bom. As pessoas ja sabiam para o que iam quando compraram o bilhete (pronto eu nao comprei, mas so la fui para ve-la, coisa que ha muito tempo esperava). Não sai satisfeita, obviamente, mas pelo menos contente por ela ter ido. Se ela nao tivesse sequer aparecido, acho que a esta hora nao estaria aqui para contar como foi porque estava mesmo la a frente, e 100 mil pessoas revoltadas acho que nao ia correr muito bem LOL.
As pessoas reclamam e dizem mal, mas se ela tivesse cagado e nao tivesse aparecido (como queria fazer), toda a gente se tinha revoltado. Como ela apareceu, mal mas pronto, toca a dizer mal do concerto e que mais valia nao ter vindo. Aiai gente dificil de contentar! :P

Comentar post



Alexandra Rolo | Pantapuff

Capturar.PNG


Nascida em 1989, em Lisboa e com uma infância marcada por demasiados filmes de ficção científica é formada em História Moderna e Contemporânea (ISCTE-IUL), História Religiosa (FLUL) e Gestão Cultural (ISCTE-IUL). Conhecida online enquanto Pantapuff, é blogger desde 2005 e tem colaborado em diversos projectos online, normalmente ligados às áreas da literatura (fantástica e FC) e da internet. Hoje faz do online a sua vida, trabalhando como gestora de redes sociais. Youtuber, bookworm, cosplayer, nerd, Potterhead e Whovian assumida é normalmente vista de phones, telemóvel, iPad e Kindle. O seu maior medo é ficar sem bateria ou perder o acesso à internet.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.