Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Quem matou os blogs?

por Pantapuff, em 30.05.12

Morreram?

 

*Pantapuff olha para o seu blog e vê sinais de vida*

 

Já não é a primeira nem a segunda vez que alguém diz que o facebook é a causa de morte de alguns blogs. O mais engraçado é que antes se dizia que o culpado era o twitter. Mas afinal em que ficamos? Twitter ou Facebook? Por este andar a culpa ainda vai ser do Google +

A verdade é que me parece que o culpado é o responsável do blog falecido e não qualquer tipo de rede social. O twitter trouxe-nos uma forma de difundir uma ideia que tinha de ser muito curta e várias pessoas passaram a usá-lo em vez de escrever textos um pouco mais longos. Depois com o salto para o facebook as ideias podiam ser mais longas e assim puff morreram alguns blogs. 

Eu pessoalmente  notei um aumento enorme nas visitas aqui ao estaminé quando comecei a usar estas redes sociais para colocar os links dos posts que ia fazendo. Jamais em tempo algum trocaria o meu espacinho por alguma delas. Por isso como é que o meu tem mais vida que os outros? Milagre??

Por isso não me venham cá com tretas de que os blogs morreram porque senhores, vocês são é uma cambada de preguiçosos (é que nem venham com a falta de tempo porque um post escreve-se em cinco minutos) que não querem escrever ou então as ideias esgotaram-se, o que em alguns casos é grave... assim como com os "comediantes"...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:49



9 comentários

Sem imagem de perfil

De Vitor Frazão a 31.05.2012 às 09:10

Portanto, que matou os blogs foi a perguiça? Dos bloggers para escrever e dos leitores para ler. Faz sentido...
Imagem de perfil

De Pantapuff a 31.05.2012 às 12:44

eu acho que as pessoas não deixaram de ler. até porque cada vez mais o pessoal anda com pc's tablets, smartphones etc e podem manter-se actualizados em qualquer lugar
Sem imagem de perfil

De Anton Stark a 31.05.2012 às 12:27

Vejo-me forçado a discordar (a título pessoal) em relação ao último ponto. Escrever posts, posts de jeito, requer algum trabalho e tempo. Não muito, evidentemente, mas algum. E sempre mais quanto mais específico for o objectivo do post. A apresentação de algo em concreto, ao invés de uma opinião geral sobre alguma coisa, tem de ser devidamente arquitectada para causar o devido impacto. E na minha opinião isso não se consegue em cinco minutos. Além de que posts em blogs podem ter uma extensão bastante longa.
Overall, concordo contigo though. A decadência do blog é um facto, e causada pelos seus criadores. Mas é a mesma morte (ou transformação) que sofre tanta outra coisa em nome da rapidez do progresso.
Imagem de perfil

De Pantapuff a 31.05.2012 às 12:45

pronto, talvez devesse ter escrito ali os 5 minutos de outra forma. não queria dizer "literalmente 5 minutos" xD
Sem imagem de perfil

De Anton Stark a 31.05.2012 às 13:07

Eu entendi, mas mesmo assim discordo. Again, isto é só opinião pessoal, mas uma vez estive três dias a debatter-me com um post para o meu blog (my sucky sucky blog de quem ninguém quer saber e no qual já não posto há um mês *sniff sniff*). Posts são coisas que requerem trabalho too. Quanto ao acesso à leitura (smartphones, tablets, etc), o efeito é o oposto: queres ler menos em menos tempo, apenas snippets de informação em vez de longas extensões de texto corrido que ninguém gosta de ler nesses aparelhómetros todos.
Imagem de perfil

De Pantapuff a 31.05.2012 às 13:17

tens blog? onde? quero veeeeeeeer
Sem imagem de perfil

De Anton Stark a 31.05.2012 às 13:21

It's a crappy blog about m'world and m'stories. Nada de especial, e tem para aí 10 posts ou menos xD but here it is:

http://chroniclesofeos.wordpress.com/
Imagem de perfil

De Pantapuff a 31.05.2012 às 13:59

mais logo vou cuscar =)
Sem imagem de perfil

De TCO a 04.06.2012 às 15:26

Não acho que os blogs estejam a morrer, acho sim que há tanto por onde escolher que só os mais interessantes sobrevivem.

Comentar post



Alexandra Rolo | Pantapuff

Capturar.PNG


Nascida em 1989, em Lisboa e com uma infância marcada por demasiados filmes de ficção científica é formada em História Moderna e Contemporânea (ISCTE-IUL), História Religiosa (FLUL) e Gestão Cultural (ISCTE-IUL). Conhecida online enquanto Pantapuff, é blogger desde 2005 e tem colaborado em diversos projectos online, normalmente ligados às áreas da literatura (fantástica e FC) e da internet. Hoje faz do online a sua vida, trabalhando como gestora de redes sociais. Youtuber, bookworm, cosplayer, nerd, Potterhead e Whovian assumida é normalmente vista de phones, telemóvel, iPad e Kindle. O seu maior medo é ficar sem bateria ou perder o acesso à internet.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.