Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




clairesfirstimp.png

 

Finalmente decidi experimentar alguns produtos de maquilhagem da Claire's. Já vi boas reviews, já vi más mas decidi ver o que me calha na rifa... aproveitei a promoção pague 3 x leve 3 de graça e fui feliz... 

 

Aqui fica o vídeo do pequeno haul e as minhas primeiras impressões sobre os produtos comprados :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:19

Um vlog gigante

por Pantapuff, em 18.05.17

Depois do Iberanime veio uma semana de muito trabalho por isso o fim-de-semana passado foi para fazer uma mega limpeza ao quarto e uma mega limpeza aos tecidos que tinha em vários sacos...

 

Durante o vlog falo um pouco da minha experiênicia no Cosplay World Masters, Iberanime de uma forma geral e do meu coelhinho! :D

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:54

Estará o Steampunk morto em Portugal?

por Pantapuff, em 16.05.17

steampunk_1.png

"Li um livro..."

"Vi um filme que..."

"Ouvi uma música no YouTube..."

"Vi uma fotografia de uma convenção estrangeira..."

 

Estas são algumas das frases que todos dizemos antes de começar a investigar o que é o Steampunk. Este subgénero de Ficção Científica que ultrapassou barreiras e começou a ser um género por si só. Um estilo de retro futurismo que obriga qualquer steampunker a estudar e a investigar, até porque esse espírito curioso faz parte de cada um que o abraça. Livros, filmes, música, as mais variadas artes que se fundem e abraçam uma estética diferente.

Em Portugal este movimento veio por vias da literatura, depois da estética, depressa começou-se a associar ao cinema, música, ...

A Clockwork Portugal foi o primeiro grupo organizado que começou a dinamizar e a formar uma comunidade. Organizaram a primeira ESC (Euro Steam Con) portuguesa, mas ao fim da segunda edição a organização não conseguiu continuar... O grande foco era a educação, isto é, divulgar o género e mostrar às pessoas mais do que livros. Chegou a moda, uma forma de vestir e criar personagens, um pouco ao estilo do cosplay mas não como tal.

Outros eventos como o Fórum Fantástico foram de extrema importância na divulgação do género tendo acolhido palestras sobre o tema. Pequenas publicações como a Nanozine, ou autores independentes que faziam auto publicações contribuíram para a divulgação. Desde cedo que a comunidade portuguesa conseguiu ligar-se a autores estrangeiros que a apoiavam através de entrevistas, artigos ou opiniões e isso ajudou a que esta crescesse ainda mais.

Mas... quem lia continua a ler, quem via filmes continua a ver e as músicas continuam sempre nas playlists... só que as pessoas mudaram. A pequena comunidade seguiu o seu caminho, deixaram de organizar a ESC, de dar palestras ou fazer vlogs... a Corte do Norte apareceu então e tentou dinamizar o steampunk pegando no projecto deixado pela Clockwork Portugal, mas a vida nem sempre permite que as coisas avancem e hoje são um grupo que comparece em alguns eventos. Fazem também alguns updates na sua página de facebook, mas com os entraves desta plataforma as coisas nem sempre passam para a maioria do público.

Grupos aqui e ali e ocasionais palestras com grandes pontapés no Wells e Verne que desgraçados já têm os nomes gastos devido ao uso incorrecto.

O Steampunk parece ter as horas contadas em Portugal. Uma comunidade que não cresce e pouca divulgação tem, fora coisas pontuais e de cariz mais lúdico que educativo. Parece estar mais focada na parte estética que ainda confunde alguns conceitos. O que um steampunker percebe outra pessoa confunde por não saber bem as coisas.

 

E porque após os eventos é já quase hábito receber perguntas relacionadas com "cosplay" steampunk (tema a desenvolver em breve) começa então uma longa série de posts dedicados a este género que atravessa tantas áreas. Vou pegar novamente nas notas que costumava usar para a universidade e algumas palestras que dei e vou escrever... tudo desde A a Z.

 

E voltando ao início... estará o Steampunk morto em Portugal?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:18

O skit dos nossos sonhos

por Pantapuff, em 14.05.17

Quando fiz a Anastasia já o Frazão tinha o seu Rasputin pronto mas só agora decidimos subir juntos a palco. Os fatos não estão perfeitos e precisam ainda de trabalho mas era o skit que queríamos mesmo fazer siga, fomos pelo divertimento. Com mais amigos no backstage estes concursos pequenos são sempre mais pelo divertimento que outra coisa :)

 

Querem ver? :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

A grande final do Cosplay World Masters

por Pantapuff, em 13.05.17

OMFG! Estou vivaaa! Que semana de malucos! Isto assim nah dá não... Ora bem. Vamos lá a ver... ADOREI!

Ok... não ganhei é verdade, mas adorei a experiência. Sei que o meu skit não foi a melhor coisa que já me passou pela cabeça mas estou muito feliz e orgulhosa do meu trabalho. O meu fato está muito bom, bem acabado, bem bordado, je suis feliz :)

Os outros finalistas apresentaram trabalhos muito bons, são super simpáticos e o ambiente nos balneários não podia ser melhor... well no sábado podia mas metade estava dividido entre ter ataques de pânico ou fugir e esconder-se :p O nervosismo era grande mas os sorrisos estavam sempre lá.

Foi uma experiência que quero repetir ^_^ Se quiserem ver algumas fotos podem sempre cuscar a minha página aqui.

Para os curiosos aqui está o meu skit :)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:19


Pág. 1/2



Alexandra Rolo | Pantapuff

Capturar.PNG


Nascida em 1989, em Lisboa e com uma infância marcada por demasiados filmes de ficção científica é formada em História Moderna e Contemporânea (ISCTE-IUL), História Religiosa (FLUL) e Gestão Cultural (ISCTE-IUL). Conhecida online enquanto Pantapuff, é blogger desde 2005 e tem colaborado em diversos projectos online, normalmente ligados às áreas da literatura (fantástica e FC) e da internet. Hoje faz do online a sua vida, trabalhando como gestora de redes sociais. Youtuber, bookworm, cosplayer, nerd, Potterhead e Whovian assumida é normalmente vista de phones, telemóvel, iPad e Kindle. O seu maior medo é ficar sem bateria ou perder o acesso à internet.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.