Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Como seria a vida sem Facebook?

por Pantapuff, em 05.02.14

Ontem o Facebook celebrou o seu 10º aniversário. Eu queria escrever um texto mas acabei por não ter tempo por isso ficou para hoje...

Como seria a minha vida sem o Facebook? Foi uma pergunta que vi ontem no mural de alguém.

Ora bem... não teria conhecido muitas das pessoas que conheço hoje, provavelmente o blog já não existiria e seria muito mais activa no Twitter. Quer dizer, muitos de nós seríamos muito mais activos no twitter.

No fundo esta questão acaba por ser complicada de responder. Existiam já várias outras plataformas que usávamos e quem sabe não aparecia outra semelhante e a malta migrava para lá?

Talvez seja o defeito de ter sido habituada a não perguntar "e se no passado tivesse sido assim?". A verdade é que uma alminha se lembrou de criar uma pequena rede que permitiu que fosse aberta a todos os utilizadores e cá estamos nós hoje. 

O Facebook revolucionou a utilização das redes e é a plataforma com maior número de utilizadores activos (keep dreaming G+). Muitos de nós crescemos com um site que tinha poucas coisas e muito potencial e comparar o que vemos hoje com o que víamos em 2008 é tarefa complicada. Desde jogos a empresas, esta plataforma permite o crescimento de muits negócios sejam eles grandes ou pequenos.

Não acredito na morte do Facebook, que muitos andam aí a apregoar mas é sim necessário ver outras alternativas para um futuro distante em que talvez a coisa dê o berro.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:00

Hidden [House of Night #10]

por Pantapuff, em 03.02.14

Hidden

House of Night #10

P.C. e Kristin Cast

 

Goodreads

 

Decidi retomar esta coisa, quero saber como acaba e já que só faltam três livros pequeninos... bom agora faltam dois.

A história consegue ser algo entediante e a prova disso é que quando me sentei para ler adormeci profundamente. Sim e isto aconteceu nas quatro vezes em que peguei no livro. Não é mau, é uma boa forma de pôr o sono em dia.

Bom, o livro é a imediata continuação do anterior (Destined) e traz muitas mudanças, algumas até positivas. A Zoey ainda chora baba e ranho mas em doses reduzidas e já consideradas normais num ser humano (ou vampiro), o seu grupo de amigos começa também a sofrer grandes mudanças com a chegada de novas personagens e temos agora a guerra aberta entre o grupinho nerd e Neferet. Está longe de ser a melhor coisa que já li, mas é menos mau que os anteriores.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:28

Instaweek #39

por Pantapuff, em 02.02.14



Esta semana foi dedicada à gripe e a tentar trabalhar a partir da cama (tentativa em vão). Pouco aconteceu nos "dias úteis", o fim-de-semana é que foi agitado. Duas festas de anos de putos e montes de comida (juro que estou a um bolo de começar a rebolar).

Este fim-de-semana recebi também duas respostas a entrevistas a dizer que não tinha ficado com o lugar, fiquei chocada... não é normal receber mails a dizer estas coisas (there is hope). 

As leituras foram escassas e regressei à faculdade para um seminário... e pronto é isto... a semana foi paradita e tal e coiso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:17

Acordar cedo e voltar a ressonar

por Pantapuff, em 02.02.14

Isto de acordar cedo todas as manhãs é uma coisa a que não me consigo habituar por muito que tente. Todos os dias, mais tardar às 8h30m estou a rebolar para fora da cama. Seria de esperar que ao fim de um par de semanas a coisa custasse menos mas não, não fui mesmo feita para sair cedinho do quentinho fofo que é a minha caminha.

Os domingos são a excepção: são aquele dia em que me recuso a ficar fora da cama. Acordo cedo, faço o que tenho a fazer e rebolo para o quentinho. Se adormecer porreiro, se não, ligo a tv ou então ponho-me a ler. Sim que isto de acordar cedinho todos os dias mói a malta e ao fim da semana já só quero morrer num cantinho e pôr o sono em dia. É que por muito cedo que me levante não consigo adormecer antes das 2 ou 3 da manhã. Estou a aproveitar estes dias para andar em modo relax. 

A minha mãe é que acha esquisito, não está habituada a ver-me fora da cama tão cedo. Quer dizer, quando eu tinha de sair para trabalhar era uma coisa, mas agora não vê o porquê de acordar cedo se faço tudo ao computador. Já desisti de lhe explicar que gosto de rever tudo cedo para nada dar barraca. 

Tenho é de ver se começo a beber café pela manhã que isto de ler cedinho custa, principalmente quando se dorme de olhos abertos...

 

Amanhã retomo os trabalhos da tese e lá se vai o tempo que me sobrava para olhar para o tecto, mas tem de ser, está na hora de passar ao próximo bocado e chatear pessoas para esta coisa ir para a frente, se bem que não estou atrasada (mas não quero ficar). Wish me luck

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:40

Tentei comprar só coisas "saudáveis"

por Pantapuff, em 01.02.14

Ontem foi dia de gastar dinheiro. Pagar propinas, comprar o passe e aproveitar umas promoções. Toda a gente sabe que se não tenho comida na mala é porque estou doente ou então já comi tudo. Ando sempre com umas bolachas de chocolate e uma garrafa de água. Não posso estar muitas horas sem comer e por vezes a tensão decide fazer queda livre. Sandes são sempre uma boa solução, mas às vezes o dia estica-se um bocado mais ou fico simplesmente farta de pão.

Ontem decidi que ia optar por umas opções mais saudáveis e assim estes pacotinhos vieram parar ao carrinho das compras:

Dois pacotes de barras de cereais (uma com frutos vermelhos e outra com chocolate negro) e um pacote de bolachas com recheio de frutos vermelhos.
No Pingo Doce o chá estava em promoção e cada um destes meninos ficou a metade do preço. Assim, decidi trazer para experimentar. Quando abrir os pacotinhos logo direi o meu veredicto. Agora tenho é de parar de comprar chá que daqui a pouco não tenho espaço para tantos pacotes xD
A minha tentativa de só trazer coisas saudáveis foi para o buraco e cedi à tentação:
Uma moça não pode viver sem o ocasional "pecado" alimentar, principalmente em alturas de stress (aqueles snacks estão à espera de um bom filme ou maratona de Dr. Who :D)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:53


Pág. 7/7



Alexandra Rolo | Pantapuff

Capturar.PNG


Nascida em 1989, em Lisboa e com uma infância marcada por demasiados filmes de ficção científica é formada em História Moderna e Contemporânea (ISCTE-IUL), História Religiosa (FLUL) e Gestão Cultural (ISCTE-IUL). Conhecida online enquanto Pantapuff, é blogger desde 2005 e tem colaborado em diversos projectos online, normalmente ligados às áreas da literatura (fantástica e FC) e da internet. Hoje faz do online a sua vida, trabalhando como gestora de redes sociais. Youtuber, bookworm, cosplayer, nerd, Potterhead e Whovian assumida é normalmente vista de phones, telemóvel, iPad e Kindle. O seu maior medo é ficar sem bateria ou perder o acesso à internet.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.