Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O jantar está servido

por Pantapuff, em 30.06.12

Estava um jovem alto e espadaúdo sentado ao balcão. À sua frente o empregado pousava mais um copo de leite morno. João olha para o relógio de pulso do Topo Gigio e vê que os ponteiros já marcavam as nove da noite. “Está a ficar tarde.” pensou bebendo de uma vez só o conteúdo do copo.
Pegara na carteira quando ouviu a porta do café bater e olhando em frente viu uma figura reflectida no espelho. A forma era esguia e movia-se com uma ligeireza que parecia ensaiada até à exaustão. Pelo canto do olho viu umas pernas longas ao seu lado cobertas de meias de um verde-escuro com um estranho padrão.
- Fuma? – perguntou numa voz suave que o rodeou de fumo
- Lamento, mas não… pode virar o seu para outro lado? – ao virar-se para a encarar ficou surpreendido por ver que o fumo a rodeava apesar de não existir nada a arder em seu redor. Fixou os seus olhos nos dela e ficou sem palavras.
- Apetece-me ir jantar… quer acompanhar-me?
Sem mais um som da sua boca, levantou-se e João seguiu-a como um cordeiro obediente. Quando acordou do transe em que tinha sido colocado estava num beco sem saída e uma chama vinha na sua direcção.

Este conto foi escrito para o João Valentim,
que acha que os dragões são todos iguais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:31

A violência doméstica é um problema grave da nossa sociedade, um problema que não deveria existir. Não são só mulheres que o sofrem, mas também homens e por vezes os filhos do casal que não sendo agredidos, crescem com as marcas de uma infância passada numa casa sem amor. Violência física, verbal ou psicológica é algo que ninguém deveria ter de assistir ou suportar.

Tendo conhecimento de casos destes que me são próximos não pensei duas vezes em divulgar este evento que tal como anunciei no passado dia 22, realizou-se ontem no Pavilhão Paz e Amizade em Loures. Este espectáculo teve como objectivo ajudar a Associação de Mulheres contra a violência (AMCV). Foi possível contar com diversos momentos musicais, testemunhos e mesmo uma coreografia contemporânea.

Uma noite maravilhosa em que foram vendidos mais de 1300 bilhetes. Já agora deixo os meus parabéns à Câmara Municipal de Loures por tal iniciativa e agradeço também o convite para assistir.

Podem ver alguns momentos no meu canal do sapo.

Antes de mais peço desculpa pela qualidade da imagem, mas não consegui melhor...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:05

Lisboa Luso-Brasileira

por Pantapuff, em 29.06.12

Na balada de Lisboa,
cidade velha que a viu nascer…
Recebe sempre de braços abertos
o cabelo com que o vento brinca
e o sol beija suavemente,
a pele pálida coberta de preto.

Na balada de Lisboa,
Cidade nova que o acolheu,
Recebe de braços abertos
a pele queimada pelo sol
do outro lado do oceano,
que separa o que fora um império.

Na balada de Lisboa,
cidade esquecida,
que junta dois lados do oceano,
num suave toque e olhar
que perde palavras num beijo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:30

Euro 2012: Portugal - Espanha

por Pantapuff, em 27.06.12

E hoje é dia de Portugal - Espanha. É dia de parar e torcer para que Portugal dê um bigode à Espanha.

Desta vez, infelizmente, não poderei ir assistir ao jogo no Parque da Cidade mas vou para o café e já estou devidamente equipada para tal.

 

 

E boa sorte Portugal!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:33

Existe uma linha...

por Pantapuff, em 26.06.12

Existe uma linha entre a inocência e a estupidez.

Infelizmente a inocência começa a ser rara.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:08


Pág. 1/8



subscrever feeds


Alexandra Rolo | Pantapuff

Untitled-3.png


Nascida em 1989, em Lisboa e com uma infância marcada por demasiados filmes de ficção científica é formada em História Moderna e Contemporânea (ISCTE-IUL), História Religiosa (FLUL) e Gestão Cultural (ISCTE-IUL). Conhecida online enquanto Pantapuff, é blogger desde 2005 e tem colaborado em diversos projectos online, normalmente ligados às áreas da literatura (fantástica e FC) e da internet. Hoje faz do online a sua vida, trabalhando como gestora de redes sociais. Youtuber, bookworm, cosplayer, nerd, Potterhead e Whovian assumida é normalmente vista de phones, telemóvel, iPad e Kindle. O seu maior medo é ficar sem bateria ou perder o acesso à internet.



Links

Outras Folhas


Alexandra's bookshelf: read

Edge of SweetnessLynda's LaceA Change of SeasonsA wet & wild nightReligions of the WorldLégendes : Créatures fantastiques

More of Alexandra's books »
Book recommendations, book reviews, quotes, book clubs, book trivia, book lists

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.