Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Seitas e religiões

por Pantapuff, em 18.04.08
Desde a “cristianização do mundo” que as coisas ficaram um bocado diferentes. Os pagãos ficaram conhecidos como bruxos e os bruxos como adoradores do Diabo. Aqui existe um pequeno problema…os pagãos não acreditam no Diabo. Esta entidade também não existia antes do cristianismo, hum… Outro problema é que para a maioria das pessoas toda e qualquer religião que não acredite num Deus é considerada seita. Ora vamos lá ver, Wicca é uma religião nep-pagã que acredita numa Deusa que tem um consorte (o Deus). Será Wicca uma seita? Ou será uma religião? Digo-vos com toda a certeza de que é uma religião. Este é um tema que dá “pano para mangas” como se costuma dizer, mas fico-me por aqui. Deixo-vos agora as definições que encontrei no meu dicionário das palavras do título: Seita: s.f. Doutrina que se afasta da opinião geral. Facção. Partido. Bando. Religião: s.f. Culto tributado a divindade. Fé, convicções religiosas. Doutrina religiosa. Fé: s.f. A primeira das três virtudes teologais. Crença absoluta. Crédito. Confiança. Doutrina: s.f. Conjunto de opiniões de escola literária ou filosófica, ou de uma religião. Rudimentos da fé cristã. Culto: S.m. Religião. Cerimónias religiosas.Divindade: s.f. Essência, natureza divina. Ser divino.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:04

Abrviatra

por Pantapuff, em 11.04.08

Lol, lolo, lorett, kkkkk, rack, jejeje, hehehe,eheheh, hihihi, hahahah, … Não, n, no, nops, neps, … Sim, si, ya, yes, yap, yep, … Muito, mto, mt, bué, bués, totil, … Kalkr dia n flamx ou xkrevems ptges. n pomx axentx, n pomux ax palavrx c/o dev xer c/ ax letrinhx tdx nos xitius xertux i na maiuria dax xs n perxebmx u k e k ux otrux xkrevm nu msn ou nu tlm, né vdd? Esta é a altura ideal para um valente LOL…se não perceberam peçam a alguém que vos traduza por favor… A verdade é que a maioria das pessoas não fala correctamente português, logo também tem dificuldade em escrevê-lo. A net e aquilo a que eu chamo de “língua msn” não veio ajudar nada. Sou a favor das abreviaturas, também as utilizo, mas eu escrevo e falo português, só que muitos jovens já foram “apanhados” nos testes e trabalhos escolares a utilizar letras que não deviam lá estar e isso é muito preocupante. A língua portuguesa não está a evoluir como muitos pensam, está a ser destruída.. Eu tenho o cuidado de escrever correctamente no msn quando estou a falar com o meu primo que tem 10 anos, pois ele é pequeno e precisa de aprender a escrever correctamente antes de aprender as abreviaturas. Não posso dozer que não uso abreviaturas, pois estaria a mentir, mas não as uso exageradamente como uma míuda que vive no prédio ao lado do meu…é que por vezes nem percebo o que ela escreve. Outro cuidado que tenho (além de nas minhas coisas da faculdade) é aqui no folha em branco. Quero passar as minhas palavras, a todos os que vêm aqui para ler o que escrevo, não apenas aos que percebem de “língua msn”. Este é um cuidado que muitos outros bloggers não têm quando escrevem e isso é uma pena. Para concluir peço desculpa por algum erro de escrita da minha parte.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:03

“Vestidos de Céu”

por Pantapuff, em 10.04.08
Eu sei que este título vos pode parecer estranho, mas já vão perceber o porquê desta escolha…
Ora bem… um dia destes quando estava nas minhas leituras encontrei a expressão “vestidos de céu” que se referia ao facto de algumas pessoas não utilizarem roupa nas práticas da sua religião (sim religião, não é nenhuma seita, mas isso é tema para outro dia). Achei imensa piada à expressão daí este post…mas não me fico por aqui.
A questão que me assombrou o espírito desta vez foi a seguinte: qual é o problema de andarmos despidos? Sinceramente não percebo. Nós nascemos vestidos? A resposta é, obviamente, NÃO. Agora digo, se nascemos sem roupa porque temos de a usar depois de sair das barrigas das nossas mãezinhas?
Agora percebo os nudistas, eles é que são espertos e acabam por poupar dinheiro nos fatos de banho durante o Verão. Lol
Mas vamos ver a história… os Tupis não usavam roupa antes de o Pêro Vaz Caminha e mais um monte de portugueses lá ir meter o nariz e eram muito felizes com as suas “vergonhas” à mostra…além de que poupavam imenso tempo porque não tinham de fazer roupas para as tribos… existem mais exemplos ao longo da história do mundo, mas não creio que valha a pena mencionar.
Foi a tradição judaico-cristã que impôs esta norma, pois é feio ter as “vergonhas” (como dizia P. V. Caminha na sua Carta a El-Rei sobre o “achamento do Brasil”, acho que é assim), esta foi uma tradição que ainda existe nos nossos dias como se pode ver (lol).
Será que algum dia as mentalidades vão mudar e vai surgir um novo Iluminismo e as pessoas vão todas deixar de usar roupa? Sinceramente…espero que tal não aconteça, pois isso seria definitivamente o fim do mundo. Não me interpretem mal, eu disse isso pois se ninguém usasse roupa num futuro próximo ia morrer tudo, é a roupa que nos protege tanto do calor como do frio…os nossos corpos não estão habituados a viver sem ela (lol).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:41

Geração rebelde

por Pantapuff, em 04.04.08

Hoje em dia parece ser moda dizer que esta geração é a "geração rebelde". Será mesmo uma geração rebelde, ou será apenas uma geração de putos com a mania que estão a viver numa novela como os "Morangos com Açúcar"? Sei que não sou uma pessoa com muita experiência de vida, mas tenho uma "alma velha" e por vezes tenho opiniões que não parecem ser de alguém com 18 anos, mas sim de uma pessoa já bem "velhinha" (por assim dizer). Parece estranho, mas vou voltar ao tema deste post antes que perca o fio à meada. Mas afinal o que é (hoje) a geração rebelde? Na minha opinião não é mais do que uma geração contaminada pelos Morangos com Açúcar. Os jovens hoje em dia não pensam, ou melhor, eles pensam: "o que será que vou vestir hoje?" ou "será que o Sporting vai ganhar contra o Benfica?" Eu sei que nem todos são assim, mas a verdade é que se as próximas gerações vierem assim o mundo vai cair na decadência total. Tenho mesmo muito medo pelas crianças que têm agora 10, 12 anos pois vêm como exemplos um monte de raparigas que anda totalmente despida seja Inverno, seja Verão e um monte de rapazes cuja maior preocupação é perder a virgindade antes dos 18 anos. Mas afinal o que é ser rebelde? Ser rebelde é responder mal aos nossos pais e professores? Será fazer merda (perdoem-me mas não encontrei palavra melhor) a torto e a direito? Ser rebelde é fazer a diferença (pela positiva). Ser rebelde é PENSAR. Pensar e assim fazer a diferença neste mundo apático. O que seria de nós hoje se não tivesse existido a Revolução Francesa ou o 25 de Abril? Teríamos hoje a liberdade (ainda que cada vez menor) que temos hoje ou viveríamos ainda com ditaduras? Foram os filósofos iluministas como Descartes, Montesquieu, Voltaire, Rousseau, Turgot, Leibniz ou o Barão Holbach que revolucionaram o pensamento do ser humano e fizeram com que tivesse havido muitas mudanças, primeiro na França e depois no resto do mundo. Concluindo, ser rebelde não é ser como os bonecos de plástico dos Morangos com Açúcar, mas sim pensar e ser diferente. Mostrar as nossas opiniões e lutar pelo que acreditamos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:01



Alexandra Rolo | Pantapuff

Capturar.PNG


Nascida em 1989, em Lisboa e com uma infância marcada por demasiados filmes de ficção científica é formada em História Moderna e Contemporânea (ISCTE-IUL), História Religiosa (FLUL) e Gestão Cultural (ISCTE-IUL). Conhecida online enquanto Pantapuff, é blogger desde 2005 e tem colaborado em diversos projectos online, normalmente ligados às áreas da literatura (fantástica e FC) e da internet. Hoje faz do online a sua vida, trabalhando como gestora de redes sociais. Youtuber, bookworm, cosplayer, nerd, Potterhead e Whovian assumida é normalmente vista de phones, telemóvel, iPad e Kindle. O seu maior medo é ficar sem bateria ou perder o acesso à internet.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.