Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A Donzela de Diana Tavares #2

por Pantapuff, em 21.03.11

Hoje foi a vez do Rogério Ribeiro escrever sobre a Diana Tavares de quem já vos aqui falei na semana passada.

É um texto objectivo, crítico e sem papas na língua, o qual obviamente tive de comentar já que conheço algum trabalho desta jovem:

 

Ainda não li o livro pois estou à espera que a Diana no envie para depois fazer um pequeno comentário ao texto. No entanto já tive contacto com um outro manuscrito e creio que ela devia amadurecer mais, tirar tempo e reler o que escreve, mas fazê-lo com atenção para evitar erros tantos históricos, como mitológicos, filosóficos, isto além das graves falhas que ela tem a nível gramatical e de construção de frases.

Seria de esperar que já tivesse ganho alguma prática, mas como ela própria disse numa entrevista para um blog, os seus conhecidos gostam. Conhecidos poucas vezes são verdadeiros pois não querem magoar os sentimentos da amiga.

A Diana tem um longo caminho pela frente e muito para aprender já que tem uma visão pouco real do mundo que a rodeia. Tenho tirado alguns bocados de noites de trabalho para falar com ela sobre o seu trabalho, mas creio que é quase como falar com uma parede, o que se torna frustrante.

Resta esperar e ver o que mais nos irá trazer esta jovem que sonha vir a ser escritora, sim porque ela tem muitos outros projectos...  

 

Outro comentário que já lá foi deixado foi este:

A autora demonstra falta de maturidade chocante não só nos livros (num mês escreveu 360 páginas de pura tortura e nem se deu ao trabalho de rever) mas também nas entrevistas que dá. Devia começar por perceber que, quando as editoras lhe recusam os manuscritos, é porque não acham que tenha qualidade para ser publicado e não porque é uma conspiração contra ela e que em Portugal só se publica por cunhas ... 

 

Não será esta a última vez que irei escrever sobre a Diana, nem eu, nem ninguém que faça parte deste pequeno grande mundo...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:23




Alexandra Rolo | Pantapuff

Capturar.PNG


Nascida em 1989, em Lisboa e com uma infância marcada por demasiados filmes de ficção científica é formada em História Moderna e Contemporânea (ISCTE-IUL), História Religiosa (FLUL) e Gestão Cultural (ISCTE-IUL). Conhecida online enquanto Pantapuff, é blogger desde 2005 e tem colaborado em diversos projectos online, normalmente ligados às áreas da literatura (fantástica e FC) e da internet. Hoje faz do online a sua vida, trabalhando como gestora de redes sociais. Youtuber, bookworm, cosplayer, nerd, Potterhead e Whovian assumida é normalmente vista de phones, telemóvel, iPad e Kindle. O seu maior medo é ficar sem bateria ou perder o acesso à internet.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.